Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

Seg | 30.04.18

ODYLIQUE GENTLE HERB SHAMPOO

odylique gentle herb shampoo

  Já por diversas vezes partilhei por aqui que tenho a pele atópica, mas o cabelo com tendência a oleoso. É difícil manter o couro cabeludo hidratado e livre de eczema e um cabelo limpo e solto ao mesmo tempo! Já perdi a conta ao número de champôs que experimentei sem resultado. O champô Divalent da Kérastase foi o que mais me ajudou com o problema, mas volta e meia o eczema dá um ar da sua graça e o prurido é desesperante!

 Decidi, então, recorrer à marca Odylique - que é especialista nos cuidados da pele sensível - e comecei a usar o Gentle Herb Shampoo, que é formulado com óleo de côco, camomila, urtiga, aloé vera, alecrim e cavalinha e sem sulfatos, silicones, sal, petroquímicos, fragrância ou conservantes artificiais. Não tem, ainda, alérgenos comuns como soja, lacticínios, trigo ou oleaginosas. Este champô é especialmente indicado para couro cabeludo sensível - com psoríase, dermatite ou eczema, por exemplo - mas pode ser usado por todos, inclusivé por quem tem o cabelo pintado, e é Vegan, 100% natural e 70% biológico.

 A textura do champô é diferente do habitual, um pouco menos densa, e fiquei preocupada que não limpasse bem o cabelo, como já me aconteceu com tantos outros. No entanto, estava enganada! Na primeira aplicação não faz espuma, uma vez que não tem sulfatos, mas massajando bem o couro cabeludo durante 1-2 minutos, a oleosidade é removida. Na segunda aplicação já faz um pouco mais de espuma e é mais fácil de espalhar e massajar, pelo que massajo durante cerca de 1 minuto e depois deixo repousar no couro cabeludo durante uns 2 minutos. Quando enxaguo, o cabelo está limpo e suave e o couro cabeludo calmo e sem comichões.

 Com a utilização regular tenho notado o couro cabeludo cada vez mais calmo e o cabelo brilhante e hidratado, nem tenho usado champô seco no dia seguinte e quase não sinto a necessidade de usar condicionador - tudo isto é inédito para mim ahah! Se tiverem o cabelo muito seco e/ou danificado talvez continuem a precisar de condicionaor, sobretudo nos primeiros tempos.

 Se nunca utilizaram um champô deste género provavelmente o cabelo ficará algo estranho durante as primeiras duas semanas, enquanto se ajusta, mas depois fica realmente maravilhoso. Se tiverem o couro cabeludo sensível e/ou gostarem de produtos Vegan e naturais, aconselho sem dúvida a experimentarem!

 Encontram o Gentle Herb Shampoo aqui, por aprox 15€ (200ml) ou 29€ (500ml). Podem usar o cupão MODABELEZA10 para terem 10% de desconto em produtos de rosto, corpo e maquilhagem.

Dom | 29.04.18

COMO CUIDAR A PELE ADOLESCENTE E ACNEICA

  O acne atinge todos os géneros e idades, mas a verdade é que é muito comum durante a adolescência e, numa altura em que tantas alterações estão a ocorrer e o ambiente diário pode ser algo tenso, lidar com o problema pode ser ainda mais complicado. Ignorar o acne, dizendo que é da idade e logo passa, não é o caminho certo, pois além de provavelmente não passar num estalar de dedos, quanto mais se prolonga mais marcas e cicatrizes pode deixar de futuro. Ainda que o ideal seja visitar um Dermatologista assim que possível, compreendo que nem sempre isso é possível. No entanto, é importante investir desde cedo num cuidado específico para o acne que respeite a integridade da pele.

 A maioria dos adolescentes não tem vontade e/ou paciência de utilizar muitos produtos ou fazer rotinas muito complicadas. E a verdade é que não precisam! Neste post irei realçar os três produtos essenciais para um cuidado anti-acne eficaz, bem como mais alguns opcionais. Sei que quando se começa uma rotina de pele é mais fácil se os produtos forem da mesma marca, pois causa menos confusão, portanto escolhi todos os produtos essenciais da marca Avène, que é gentil para a pele e tem uma boa seleção de produtos. Os 3 essenciais são:

avene acne routine

1. Avène Cleanance Gel (aprox 15€, 400ml, aqui). Este gel de limpeza é bastante suave e remove o excesso de oleosidade e impurezas sem irritar a pele. É essencial usá-lo de manhã e à noite, massajando-o no rosto húmido e removendo depois com água.

2. Avène Emulsão SPF 50 (aprox 14€, 50ml, aqui) ou Avène Tinted Mineral Fluid SPF 50 (aprox 10€, 40ml, aqui). De manhã, depois da limpeza com o gel referido no ponto 1, é essencial aplicar um protetor solar, para proteger a pele da radiação e prevenir que o acne deixe manchas na pele, além de diminuir a inflamação. A emulsão sem perfume da Avène é boa pois é bastante hidratante sem ser oleosa, pelo que substitui o hidratante. Se a pele for sensível e reagir aos filtros químicos pode-se optar por um protetor mineral, como o Tinted Mineral Fluid. Neste caso os que têm cor são melhores, pois evitam o efeito de máscara branca e ajudam a disfarçar alguma vermelhidão causada pelo acne.

3. Avène TriAcnéal Expert (aprox 12€, 30ml, aqui). Na minha opinião este creme é o melhor tratamento de acne disponível sem receita. Na composição tem retinaldeído, que na pele se converte em ácido retinóico, presente em muitos cremes para acne sujeitos a receita médica, como o Ketrel ou o Isotrex. Este creme deve ser aplicado à noite, depois da limpeza da pele com o gel referido no ponto 1.

 A rotina essencial fica, portanto, bastante simples. De manhã limpa-se a pele com o gel de limpeza e aplica-se o protetor solar e à noite limpa-se a pele e aplica-se o tratamento (não aplicar nos olhos).

  Os produtos opcionais para esta rotina são:

opcionais pele acneica

4. Avène Skin Recovery Cream (aprox 14€, 50ml, aqui). Se a pele ficar seca ou um pouco irritada devido ao tratamento pode-se adicionar um creme hidratante reparador sem perfume ou ingredientes irritantes antes do protetor solar e/ou depois do tratamento noturno, por forma a reconfortar a pele.

5. Vichy Dermablend Stick (aprox 15€, 4,5g, aqui). Para o dia-a-dia a melhor opção para cobrir as imperfeições é utilizar um corretor de alta cobertura e indicado para peles acneicas nas borbulhas mais inflamadas, deixando o resto do rosto livre. Pode ser uma boa combinação com um protetor solar com cor.

6. Avène Couvrance Oil-Free Compact (aprox 18€, 10g, aqui). Nos dias em que se procura uma cobertura mais uniforme em todo o rosto é importante escolher uma base que não tenha óleo e não seja comedogénica nem irrite a pele. Esta compacta da Avène é uma excelente opção já que, além de cumprir esses critérios, tem um acabamento mate, não precisa de pó e é fácil de aplicar.

7. Bioderma Sensibio H2O (aprox 10€, 250ml, aqui). Quando se usa maquilhagem é importante removê-la antes de limpar o rosto com o gel de limpeza, para garantir que a pele fica bem limpa. Esta água micelar remove bem a maquilhagem e é bastante suave na pele, não agravando o acne nem a irritação.

 

 Nem sempre uma rotina gentil anti-acne é a mais interessante, ou a que recorre às últimas novidades no mercado e aos produtos mais engraçados, e podemos muitas vezes sentir a vontade de experimentar coisas novas ou imitar a rotina de um(a) amigo(a), mas temos que nos lembrar que o mais importante é a saúde da pele e o controlo do problema. Nunca espremer as borbulhas nem usar produtos agressivos é importante para evitar marcas futuras.

 Qualquer rotina de tratamento pode mostrar algumas melhorias de imediato, mas os primeiros indícios de melhoria só costumam aparecer ao fim de 4/6 semanas de utilização (um ciclo de pele) e o controlo eficaz do acne pode demorar 3 a 6 meses. Depois de a pele estar equilibrada e o problema controlado, devemos continuar com uma rotina semelhante para prevenir recaídas. 

  Esta rotina será o suficiente para resolver o problema na maioria das peles acneicas, sobretudo na adolescência. No entanto, se ao fim de 3 a 6 meses não houver melhorias - ou o problema tiver agravado - o melhor é mesmo consultar um Dermatologista, que pode prescrever produtos sujeitos a receita médica, que habitualmente são mais fortes.

 Os preços indicados neste post são válidos na data de publicação, podendo estar sujeitos a alterações.

Sab | 28.04.18

LOOKS DE PRIMAVERA #1

 Achei que hoje seria interessante partilhar algumas ideias de looks para esta Primavera. Mostro-vos as fotos de inspiração e, por baixo, encontram sugestões de peças semelhantes disponíveis de momento nas lojas. Basta clicarem para verem :) As imagens originais podem ser encontradas no meu Pinterest.

 

Qui | 26.04.18

ESSENCE FRESH & FIT AWAKE MAKE UP

essence fresh and fit

 Quando vi esta novidade da Essence em loja tive de comprar para experimentar! A base Fresh & Fit vem numa embalagem de vidro com pump - provavelmente a embalagem mais bonita que a Essence já criou - e promete cobertura média a alta, com textura respirável e efeito luminoso. A fórmula está enriquecida com um complexo de vitaminas, provitamina B5 e água de arando. Está disponível em 4 tons, custa 6,29€ (30ml) e está disponível em lojas revendedoras da marca, como a Wells.

 A fórmula é cremosa e bastante fácil de espalhar, com um acabamento bonito e natural na pele. Não acentua os poros nem acumula nas linhas de expressão, além de ter uma duração bastante boa. Nota-se uma clara melhoria em relação às outras bases da Essence! A Essence promete cobertura média a alta, mas eu diria que tem uma cobertura leve a média, a não ser que apliquem várias camadas do produto, mas acho que tal contribui para o efeito natural. Apesar de ser uma fórmula de acabamento luminoso, noto que não deixa a pele com um aspecto oleoso nem acentua as imperfeições, além de se manter confortável durante todo o dia. Algumas bases apesar de não parecerem oleosas na pele, deixam uma sensação pesada, parece que a pele está a sufocar, e não é o caso com esta. Tive que a fixar com um pouco de pó translúcido - o All About Matt também da Essence - nas zonas mais oleosas, mas depois aguentou muito bem o dia todo, gostei muito!

 O ponto mais negativo desta base é ter uma quantidade de álcool e perfume considerável. Se não tiverem a pele sensível provavelmente não terão problema, mas eu se usar a base dois ou mais dias seguidos começo a ficar com um pouco de eritema e umas borbulhinhas. Bah! Também é de realçar o facto de só haver 4 tons, que ainda acabam por ser próximos uns dos outros, pelo que muitas pessoas não conseguirão encontrar o tom ideal, sobretudo se tiverem a pele muito clara ou muito escura. A cor tem tendência a escurecer um pouco no rosto em relação ao tom aparente no frasco, pelo que é melhor experimentar um pouco na mão e deixar secar uns 5 minutos para ver se ocorre oxidação e qual o tom mais indicado. Eu escolhi o tom mais claro, 10 - Fresh Ivory, e funcionou bem para mim.

 No geral gostei imenso desta base e fiquei surpreendida pela positiva! Se não tivesse a pele tão sensível certamente seria uma opção para o dia-a-dia! Já experimentaram?

Ter | 24.04.18

REDERMIC C vs REDERMIC R

redermic c redermic r

 Quem está familiarizado com os meus vídeos de cuidados de pele já me deve ter ouvido recomendar o creme Redermic R Intensivo da La Roche-Posay vezes sem conta! Dado isso, muitas vezes recebo perguntas sobre a diferença entre os vários Redermic, qual o melhor, se o Redermic C não vale a pena, etc, pelo que hoje venho esclarecer esse tópico :)

 A linha Redermic da La Roche-Posay é indicada no tratamento de rugas, perda de firmeza e fotoenvelhecimento. Para lá do que os produtos prometem fazer ou para que tipo de pele são recomendados, eu gosto de olhar aos ingredientes. O creme Redermic R Intensivo, por exemplo, é rico em retinol, que ajuda não só com as rugas e perda de firmeza, mas também com as manchas (de acne e de idade), com a oleosidade excessiva, com a falta de luminosidade e com o acne, por exemplo. Assim, apesar de ser um produto indicado para "rugas acentuadas", pode ajudar com muito mais. Posto isto, qual a diferença entre o Redermic C e o Redermic R Intensivo?

 O Redermic C tem como ingrediente principal a vitamina C pura - ácido ascórbico - que tem efeito antioxidante, protegendo a pele dos radicais livres (causam destruição do colagénio e elastina, o que leva a rugas e perda de firmeza) e do fotoenvelhecimento (que causa manchas e rugas), e ajuda a diminuir as manchas já existentes, sejam as acastanhadas de idade ou as avermelhadas de acne. Habitualmente é mais encontrada em séruns, mas por vezes uma boa composição, que confira estabilidade à vitamina C, pode ser bastante cara, pelo que esta opção em creme torna mais viável conseguir um produto com melhor preço. Este creme está disponível para pele seca (aqui) e para pele normal a mista (aqui), sendo que o último tem uma composição mais leve e conta com ingredientes humectantes como glicerina e ácido hialurónico. Este produto custa cerca de  32€ (40ml), mas até ao final do mês está aprox. a 24€ na Skin.

 O Redermic R Intensivo (aqui) tem como ingredientes principais dois tipos de retinol, sendo um de libertação lenta, para maior eficácia. O retinol é o único ingrediente comprovado capaz de reverter sinais de envelhecimento, levando à produção de colagénio e elastina por parte da pele, além dos benefícios já referidos no início do post. Qualquer rotina anti-idade deve conter retinol para que seja realmente eficaz. Além disso, por ser um ingrediente com múltiplos benefícios, permite combater vários problemas com apenas um produto (rugas, manchas, acne, etc). Este produto custa cerca de 31€ (30ml), mas até ao final do mês está por aprox. a 23€ na Skin.

 Assim, se puderem comprar apenas um dos produtos eu recomendo o Redermic R Intensivo, já que os benefícios são mais amplos e é o produto mais essencial. Se puderem comprar os dois, eles complementam-se muito bem e têm os 3 ingredientes principais anti-idade: retinol, vitamina C e ácido hialurónico. Utiliza-se o Redermic C de manhã e o Redermic R à noite.

 Uma rotina com os dois produtos seria algo do género:

 Com apenas o Redermic R, bastaria trocar o Redermic C por outro hidratante para a manhã, visto que o Redermic R se utiliza à noite (o sol pode deteriorar o retinol, tornando-o menos eficaz).

 Estes produtos também estão disponíveis com proteção solar. No entanto, não opto por eles porque:

  • Utilizando o retinol à noite, não precisamos do Redermic R com proteção solar;
  • A utilização de SPF num produto pode alterar a composição e, por consequência, a absorção de princípios ativos presentes no produto. Quando se trata de um hidratante básico não faz diferença, mas no caso de um ingrediente como a vitamina C, eu prefiro maximizar a absorção, pelo que prefiro aplicar o creme mais "puro", seguido de um protetor solar em separado. Assim, é preferível comprar o Redermic C sem proteção solar e um protetor solar em separado;
  • A adição de um protetor solar em separado também pode ajudar a ajustar melhor a rotina às necessidades, por exemplo se precisarmos de mais hidratação podemos escolher um protetor solar hidratante (como este) ou, se a pele for mais oleosa, podemos escolher um mais matificante (como este).

 Também estão disponíveis os cremes de olhos correspondentes a cada um destes produtos. Para dizer a verdade, eu não sinto grande diferença entre os de olhos e os originais de rosto, pelo que prefiro aplicar cuidadosamente um pouco do de rosto no contorno de olhos. Mas não são maus produtos, pelo que se preferirem ter um creme de olhos em separado e não se importarem de fazer o investimento extra, obviamente que podem fazê-lo.

 A linha Redermic é uma excelente opção para uma rotina de pele completa anti-idade, baseada nos ingredientes cientificamente comprovados. Apesar de ser geralmente um pouco mais cara, não é muito mais cara do que outras linhas anti-idade com formulações menos eficazes e, comprando em promoção, compensa sempre muito mais.

 Espero que o post tenha sido esclarecedor, se tiverem alguma dúvida por favor deixem nos comentários :)

Pág. 1/3