Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

Especial em Forma #26 - Leite: amigo ou inimigo?

Ao ler a revista Prevenir deste mês deparei-me com um artigo sobre uma temática já muito discutida entre os nutricionistas e interessados em nutrição: o leite. Uns defendem que somos os únicos mamíferos adultos a consumir leite, outros defendem que o leite é essencial à vida humana, especialmente em criança e na 3ª idade e há ainda outros sem qualquer opinião formada. No meio disto, cada pessoa acaba por decidir por si própria, o que nem sempre é fácil. Hoje decidi partilhar convosco alguns dos prós e contras do leite mencionados no artigo da Prevenir, bem como a minha opinião pessoal sobre o assunto.
Prós do leite
- O consumo diário de leite, nas quantidades recomendadas, poderá contribuir para a prevenção de doenças ósseas, como a osteoporose, para a prevenção das cáries dentárias (quando combinado com uma boa higiene oral), da hipertensão arterial e da diabetes tipo 2 (especialmente se se consumir leite magro);
- A quantidade de triptofano presente no leite permite melhorar a qualidade do sono, daí a velha recomendação de beber um copo de leite antes de dormir;
- É um excelente fornecedor de minerais como o cálcio, o fósforo, o potássio e o ferro e as vitaminas A e D, no caso do leite fortificado com esta vitamina;
- É um alimento portador de proteínas de elevado valor biológico, que fornecem todos os aminoácidos essenciais;
- O cálcio existente no leite tem uma boa probabilidade de ser absorvido com sucesso no intestino, sendo o leite de bovino (vaca) um dos alimentos cujo cálcio tem maior biodisponibilidade;
- Devido ao seu teor em cálcio, o leite parece diminuir o risco de cancro do cólon.
Contras do leite
- Pensa-se que pode existir uma relação entre a ingestão de leite e a incidência de cancro da próstata, ovários e testículos;
- Existem quatro estudos epidemiológicos a encontrar relação entre a ingestão de leite e a acne, uma vez que o leite aumenta as concentrações de IGF-1, que conduz a uma maturação sexual mais permatura;
- Existem proteínas no leite que podem despoletar doenças autoimunes em pessoas geneticamente predispostas e com défice de vitamina D.
adaptado de Prevenir - Outubro 2012
A minha opinião
Eu sou daquelas pessoas que não consegue estar sem beber leite pelo menos uma vez por dia. O leite sempre fez parte da minha alimentação e eu penso que o mais importante, como em tudo o resto, é consumirmos com moderação. Não sou daquelas pessoas que bebe um litro de leite por dia, mas gosto de beber um copo de leite pela manhã, um iogurte antes de dormir ou uns cereais ao fim-de-semana, para além de um geladinho de vez em quando. Não nos podemos esquecer que ao cortarmos produtos lácteos da nossa dieta não vamos estar apenas a cortar o leite, mas também os iogurtes e outros derivados. Já pensaram que até a pizza tem produtos lácteos, por conter queijo?
Na minha família existem várias pessoas com intolerância à lactose (o açúcar do leite), como é o caso da minha mãe. Durante algum tempo ela evitou ao máximo beber leite e chegou a experimentar leite de soja, arroz, amêndoa, enfim, mas para além de não gostar do sabor e de esses produtos conterem mais açúcar, numas análises de rotina verificou-se que os níveis de cálcio estavam a baixar, mesmo com a alimentação saudável que fazemos. Assim, a minha mãe passou a ingerir produtos sem lactose, e hoje em dia já existe de tudo, desde leite, iogurtes, gelados, queijo fatiado, enfim, é uma questão de procurar no hipermercado.
Não estou com isto a dizer que as pessoas que decidiram não ingerir leite estão a fazer mal, acho que cada um deve fazer as suas opções, mas acho que o leite é um alimento importante desde que ingerido nas quantidades certas. Outro factor a ter em conta é o leite de sabores, que eu não recomendo. Esses leites são extremamente processados para ficarem com sabor e, como diz a minha nutricionista, quando chegamos a esse ponto já nem sabemos se aquilo é mesmo leite. Se quiserem dar sabor ao leite optem por comprar chocolate em pó, por exemplo, e misturem vocês no leite simples.
No caso da acne, se já experimentaram todos os tratamentos possíveis, seguem uma alimentação saudável e bebem água em quantidade suficiente mas, mesmo assim, continuam sem bons resultados, podem experimentar cortar o leite da alimentação durante um mês e ver se notam alguma diferença na vossa pele. Ainda assim, quando frequentava a dermatologista por causa da acne, ela sempre me disse que um copo de leite por dia não faz mal a ninguém (a não ser a quem é intolerante, claro).
A quantidade certa de lacticínios
Segundo a roda dos alimentos, que é sempre uma ajuda importante, devem ser consumidas entre 2 a 3 porções de lacticínios diariamente. Passando isto para miúdos, as crianças e adolescentes devem consumir 3 porções diariamente e os adultos 2 porções diariamente. 
Assim, duas porções de leite (o recomendado para adultos) equivalem a2 chávenas de leite ( 2 x 250ml) OU 2 iogurtes líquidos OU 3 iogurtes sólidos OU 4 fatias finas de queijo OU 100gr de queijo fresco OU 200gr de requeijão.
 
Este é, portanto, o meu ponto de vista juntamente com algumas dicas dadas no artigo referido. Cada um terá, certamente, a sua opinião e o importante é manter uma alimentação saudável e os níveis de cálcio recomendados.

A Blogger

Cláudia, estudante de dia e blogger de noite! Bem-vinda(o) ao meu cantinho!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pinterest

YouTube

Instagram

@claudiagusmao

Facebook