Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

Weekend Post #3: Como ganhar dinheiro nas férias?

Para hoje trago-vos um post com dicas de como ganhar dinheiro durante as férias. Quero avisar que isto não é um post para vos deixar milionárias - se alguém souber um segredo secreto por favor partilhe! - mas sim algumas dicas e ideias de como podem ganhar algum dinheiro nos meses em que se encontram com pouco para fazer.
1. Vender roupa em 2ª mão
As férias são a altura ideal para organizares o teu roupeiro e tirares todas as roupas que já não usas. Depois podes optar por vendê-las em lojas de 2ª mão, no facebook, a amigas, enfim! Vende baratinho e sempre é um dinheiro extra!
2. Fazer e vender
Se tens jeito para fazer alguma coisa (bolos, bijuterias, etc), podes optar por fazer e depois vender para vizinhos, amigos ou, até, cafés, por exemplo! Informa-te na tua zona que lojas aceitam produtos para venda ou que tipo de produtos os teus vizinhos gostam de comprar. Podes também tornar-te revendedora da Yves Rocher, Oriflame, Avon, etc.
3. Trabalha para outras pessoas
Durante o Verão podes aproveitar para fazer pequenos trabalhos para amigos, familiares ou vizinhos. Se tiveres jeito com crianças, podes ser babysitter, se tiveres jeito com cães podes oferecer-te para passear os dos teus vizinhos ou se tiveres jeito para fotografia podes oferecer-te para casamentos, festas, enfim, fazendo preços mais acessíveis. Podes também passar teses ou trabalhos a computador ou fazer apresentações em Power Point.
4. Trabalho temporário
Quando tens mais tempo livre, e aproveitando a época por excelência do trabalho temporário, podes procurar algumas actividades como campos de férias, figurante em tv, atendimento em cafés de praia, enfim! São empregos que duram apenas durante as férias e, por isso, óptimo para quem procura ganhar algum dinheiro nesta altura.
5. Responder a inquéritos
Há várias plataformas na Internet, como o Mundo de Opiniões, que oferecem entradas em sorteiros ou vales de compras em troca de respostas a inquéritos. Não tenho tido muita sorte, porque parece que para a minha faixa etária não tem havido muitos inquéritos, mas quem sabe! Podem ainda experimentar o Beruby, que dá cashback na realização de compras a partir do site (lojas como ASOS, FNAC, etc) ou por visitarem outros sites.
Boa sorte meninas, mãos à obra!!

Hora do livro: gerir as nossas economias

Poupar está na ordem do dia. A verdade é que todos nós - passando por mais ou menos dificuldades - queremos aprender a poupar algum. Queremos preparar-nos para amanhã e fazer o pequeno pé de meia, mas a verdade é que muitos não entendem nada da linguagem dos bancos nem sabem por onde começar, seja para saber como/onde poupar ou o que fazer para rentabilizar o dinheiro que se poupa. Assim, hoje trago algumas dicas de livros que podem ler para vos ajudarem nesta fase.

O Adolescente Milionário (12,90€ aqui) foi o primeiro livro deste género que li, e foi-me oferecido pelo meu pai quando entrei para a Universidade. O meu pai sempre foi muito ligado ao mundo bancário e às poupanças, porque tudo o que ganhou foi com bastante esforço, pelo que quis que me interessasse também pelo assunto. Este livro é óptimo para todos os jovens a partir do momento em que começam a receber mesada. Explica como gerir o dinheiro, como juntar dinheiro, como poder ganhar algum dinheiro, como lidar com uma instituição bancária, como escolher o banco certo, como ler um extracto bancário, como funcionam os cartões de crédito, como escolher um seguro, enfim, tudo o mais básico para começar a poupar e gerir o nosso próprio dinheiro. No livro é também explicado como se pode ter um milhão de euros na idade da reforma se se começar a poupar aos 18, sem ter um emprego milionário. Recomendo a leitura!
O Seu Primeiro Milhão (12,90€ aqui) apesar de não ser do mesmo autor, eu diria que é uma boa continuação d'O Adolescente Milionário, para quem já começou a trabalhar. Discute temas como o cashflow, os fundos de investimento, as categorias de trabalho, as formas de endividamento, os tipos de despesa, as finanças, enfim. É uma abordagem já mais "séria" do dinheiro e indicado, como disse, para quem já trabalha e procura gerir bem o seu ordenado, tendo em conta as suas obrigações mensais. Quanto mais cedo se começarem a aplicar as sugestões dadas, mais cedo se começam a ver resultados. Eu aconselho a edição anti-crise, uma vez que tem tudo o apresentado no primeiro livro (o verde da imagem) com novas dicas e dicas do livro O Primeiro Milhão para Casais (aqui). Este livro oferece ainda uma palavra-passe para se poderem juntar à comunidade online.
As minhas duas últimas sugestões são do livro Como Esticar o Salário e Encurtar o Mês (11,10€ aqui), do Camilo Lourenço, que devem conhecer pelos conselhos económicos na televisão, jornais e rádio. Este livro dá algumas dicas de como poupar ao longo do mês, explica como gerir os créditos, saber a taxa de esforço, poupar em casa (luz, tv, etc), organização das despesas, despesas com filhos, etc. Este livro em conjunto com o anterior darão todas as dicas necessárias para quem quer gerir o seu ordenado e uma habitação, tirando o maior partido possível do seu rendimento mensal. O livro $tartup (16,96€ aqui), não é tanto para saber como gerir o rendimento ou saber como poupar, mas é excelente para saber como começar. O número de desempregados no nosso país ou de pessoas insatisfeitas com o seu trabalho é enorme, por isso novas ideias e saber como começar é sempre importante. Neste livro encontram algumas dicas de como começar o vosso negócio, aquilo que precisam, como podem divulgar a vossa empresa, enfim, mostrando alguns casos de sucesso, pelo que acho que é um livro bastante completo.
Saber é poder, pelo que aconselho sempre que leiam o mais que puderem sobre as temáticas que vos interessam. Sem dúvida que o nosso dinheiro é uma temática que nos deve interessar :)

O que comprar (e como comprar) nos saldos!

Está a chegar a altura do ano que todas as apaixonadas por compras adoram: os saldos. Este tempo pode ser de verdadeira loucura, em que algumas pessoas desistem de comprar algo no meio de tanta confusão e outras trazem 30 peças de roupa para casa acabando por depois só usar meia dúzia. Assim, o post de hoje é baseado em algumas dicas de como efectuar compras mais tranquilas na altura de saldos, bem como escolher as peças certas.
1) Escolhe um dia calmo para ir às compras durante os saldos. Se for um dia naturalmente agitado, em que tens muito que fazer, vai ser mais complicado conseguires encontrar boas peças, já que vais ter pouco tempo/paciência. Os saldos são algo que precisam, definitivamente, de tempo. Evita também os dias mais movimentados (como o fim-de-semana), já que vai haver muita confusão.
2) Antes de ires aos saldos faz uma lista das peças que realmente precisas. Muitas vezes temos aqueles momentos em que pensamos "oh se tivesse umas calças pretas" ou algo do género. Nessas alturas, aponta num papel o que achas que te fazia falta e depois vai à "caça" durante os saldos. Sem dúvida que são uma óptima altura para comprar esse género de peças.
3) Estabelece prioridades. As coisas que mais precisas, ou uma peça mais vistosa que sabes que vai esgotar rapidamente, devem ser adquiridas logo no início dos saldos. As outras peças mais básicas ou que não tens tanta necessidade podem esperar para meados/finais de Janeiro, quando os preços já desceram mais um pouco.
4) No dia em que decidires ir às compras opta por um outfit confortável. Se tiveres uns sapatos desconfortáveis ou difíceis de calçar e descalçar, por exemplo, vais ter muito menos disposição para comprar. Normalmente eu gosto de levar botas de enfiar, uma carteira a tira-colo com alça comprida e levo sempre um top básico e uns collants. Isto porque se experimentares um vestido ou uns calções, tens uns collants para ver o resultado final e o top básico fica bem com qualquer camisa, casaco, etc, dando-te uma melhor ideia de como as peças ficam no dia-a-dia.
5) Pensa bem antes de comprares. Experimenta sempre antes de comprar e compra apenas se te ficar mesmo bem. Pensa em vários conjuntos com que possas utilizar a peça e analisa sempre a qualidade dos materiais. Não vale a pena comprar uma pechincha se ao fim de duas utilizações for para o lixo ou nunca a chegares a usar.
6) Antes de ires às compras analisa o teu orçamento. Faz as contas a quanto podes gastar, levanta esse dinheiro e deixa todo o restante dinheiro bem como os cartões em casa, assim não vais passar o limite. Nesta altura, muitas pessoas receberam dinheiro no Natal, o que não significa que tenham de o gastar todo em roupa e acessórios. Poupar uma parte é sempre importante.
7) Pensa já na próxima estação. Muitas lojas, especialmente online, oferecem peças de todas as estações durante os saldos. Assim, podes começar a pesquisar sobre as tendências Primavera/Verão ou até fazer uma lista das peças que precisas e tentares encontrar algumas delas agora nos saldos. Eu faço isto imensas vezes e ajuda-me a poupar dinheiro :)
8) Por falar em lojas online, muitas vezes estas são as que têm os melhores "negócios". Pesquisa nas tuas lojas online preferidas mas não te esqueças de ver a política de troca/devolução, caso não gostes de te ver com alguma das peças que escolheres.
9) As lojas de cosmética também oferecem descontos na maioria das vezes. Aproveita para te abasteceres dos teus produtos de uso diário, já que a longo prazo vais poupar imenso. No entanto, tem sempre em consideração os prazos de validade. Os produtos naturais, por exemplo, nunca têm validade superior a 6 meses. Ainda assim, muitos dos produtos só começam a contar a validade a partir do momento em que os abres, pelo que nesse caso não terás qualquer problema.
10) Se não fores muito decidida tenta levar alguém de confiança (que te diga as verdades) quando vais às compras. Quando não te decidires pergunta à pessoa o que acha dessa peça, como te fica, etc. E não leves a mal se te disser que pareces algo horrível com ela, é essa a ideia :)
11) Compra pijamas, roupa interior e de desporto. Os pijamas e a roupa interior são algo que se vai estragando ao longo do tempo e precisa de ser renovado. Se é algo que vais ter de comprar de qualquer maneira, mais vale aproveitar quando estão mais baratinhos certo? :) O mesmo se passa com a roupa de desporto. Muitas vezes marcas como Nike, Adidas, etc, têm descontos muito bons que vale a pena aproveitar.
12) Evita comprar peças que, à partida, penses que vais usar poucas vezes. Mesmo estando mais baratas não deixam de ser um mau investimento. Os saldos são uma boa altura para comprar coisas que realmente querias mas eram um pouco caras, e não o contrário.
13) Se tiveres pessoas próximas a fazer anos em breve, aproveita para comprar um presente nos saldos. Podes comprar uma prendinha melhor pelo mesmo dinheiro ou comprar o que querias por um preço mais acessível. Muitas pessoas acham que não se devem comprar presentes nos saldos, mas honestamente não vejo nenhum mal nisso. A intenção é a mesma e a carteira fica menos vazia.
14) Evita ir muitas vezes às lojas. Quando as lojas estão em saldos a tentação para ir e comprar sempre mais alguma coisa é enorme. No entanto, isso pode levar a que não cumpras o teu orçamento ou que acabes por comprar coisas desnecessárias. Ao invés, combina com a tua irmã/mãe/amiga e vão passar uma tarde de loja (como a minha mãe lhe chama), onde tenham tempo de ver com cuidado as vossas lojas preferidas.
15) Por fim, não compres só por ver os outros comprar. Acontece muitas vezes alguém comprar uma peça porque viu uma amiga ou outra pessoa na loja comprar e não porque realmente gosta. Voltamos ao tópico principal, pensem bem antes de comprar. Comprem aquilo que vos faz falta e que sabem que vão utilizar bastante. Idealizem outfits onde a podem utilizar e tentem ver com quantas peças das que já possuem essa peça combina, bem como em que ocasiões a podem utilizar.

Especial em Forma #31 - Exercício eficaz sem ginásio

Vários já foram os posts que fiz sobre exercício em casa, de forma a evitar gastar dinheiro em ginásios. No entanto, o último que fiz foi já há algum tempo, pelo que decidi publicar algo mais actual. O exercício é parte essencial de uma vida saudável, é ele que vai permitir que as calorias extra sejam queimadas, que os músculos se mantenham saudáveis e definidos e que nós tenhamos capacidade para executar as tarefas do dia-a-dia. Quando se tem uma vida sedentária tarefas básicas do dia-a-dia, como carregar as compras ou subir umas escadas, podem ser um verdadeiro desafio. Há dois mitos sobre a prática desportiva que é necessário esclarecer: não é preciso ir a um ginásio ou ter muitas horas disponíveis por dia para praticar exercício e não é por praticarmos exercício regularmente que vamos ficar com músculos enormes. As mulheres têm pouca predisposição genética para desenvolver muita massa muscular, sendo precisas várias horas de exercício por dia e uma dieta hiper proteica para que tal aconteça.
Em relação à prática de exercício em casa, muitas pessoas se perguntam se será realmente eficaz. O exercício é sempre eficaz, desde que seja feito de forma rigorosa. Abaixo vou-vos deixar algumas sugestões de exercícios que podem fazer em casa. Ao início (principalmente se não estiverem habituadas) vai ser difícil, mas o importante é que se esforcem. A princípio podem fazer os exercícios mais devagar, mas façam todas as repetições e façam os movimentos como mostrado nos vídeos, tendo em conta o posicionamento do corpo, de forma a evitarem lesões. Com a prática regular a forma física vai melhorando e farão mais facilmente cada exercício. O exercício só está a funcionar se sentirem a tensão na zona muscular que estão a trabalhar.
Para além do exercício diário que podem incluir no vosso dia-a-dia, como andar a pé, subir escadas (etc), devem fazer um plano de exercício regular. Este plano deve conter exercício cardiovascular (como corrida, escadas, bicicleta, caminhadas, etc), que irá queimar a gordura, e exercício localizado, que irá definir e tonificar os músculos. Depois é ainda importante não esquecer os alongamentos, no final de cada treino. Podem também dedicar um dia da semana só para alongamentos, de forma a que o corpo possa repousar uma vez por semana.
É bom fazer primeiro os exercícios tonificantes e depois os cardiovasculares, de forma a promover o gasto de gordura armazenada (podem ser mais sobre este tópico aqui). 15 minutos de exercício cardiovascular por dia serão suficientes, mas devem dar tudo por tudo nesses 15 minutos (como diz a frase da 1ª imagem, "A tua mente desiste antes de as tuas pernas desistirem"). Deixo-vos agora os vídeos de exercício que mais gosto, das meninas do Tone It Up:
Abdominais:
Braços:
Pernas:
Alongamentos:
E para quem não tem tempo e quer um exercício de meia hora que contenha todos os componentes:
Não se esqueçam de que vocês comandam o vosso corpo, só vocês podem decidir como o tratar e o que fazer por ele. Fazer exercício custa, mas não sermos saudáveis ou termos um corpo de que não gostamos dói muito mais. Os resultados não serão visíveis do dia para a noite, mas aparecem com esforço e serão muito gratificantes.

Como poupar e sobreviver à crise - vale a pena ler :)

Estamos em época de crise e isso reflecte-se no dinheiro que temos disponível no dia-a-dia. Quer te sintas mais ou menos afectada pela crise, poupar é sempre importante. Deves ter uma poupança para algo que queiras comprar (ex: um telemóvel novo, um presente, etc) e algum outro dinheiro para guardar mesmo, caso venha a ser preciso, ou para usares futuramente para algo importante, pelo que eu acho que é bom ter dois mealheiros. A forma como divides as tuas poupanças e quanto pões por mês em cada mealheiro depende de ti e do objectivo que tens a cumprir. Hoje vou dar-te umas dicas de como podes poupar mais algum dinheiro :) O post vai ser longo, mas com estas dicas vão certamente sobreviver à crise!

1)  Evita comer em restaurantes/shoppings muitas vezes. Durante as aulas o ideal é comeres na cantina ou, no caso de não teres possibilidade, levares algo de casa para comer. (Querem ideias do que levar para um almoço? :D). O mesmo se passa quando queres ir comer fora com os teus amigos, os preços das refeições já não são muito bons, pelo que poupavam mais se fossem todos às compras e se juntassem em casa de um de vocês! Se ainda assim quiseres ir comer fora tenta aproveitar aqueles cupões de descontos que às vezes temos na caixa do correio. O mesmo se passa com os lanches ou intervalos, se levares algo de casa vais poupar bastantes € ao final da semana.

2)   Define um objectivo. Eu, por exemplo, desde os saldos de Inverno que tinha decidido que ia poupar dinheiro para os saldos de Verão. O meu objectivo agora é juntar dinheiro para comprar bons presentes de Natal para a minha família e amigos. Se tiveres um objectivo definido é mais fácil lembrares-te de juntar dinheiro e quanto mais cedo começares, melhor!

3)   Controla-te nas compras. Já tiveste possibilidade de ver o vídeo das peças de roupa essenciais (quem não viu, pode ver aqui), pelo que primeiro deves concentrar-te em comprar alguma peça que te falte. Ao teres bons básicos, que te vão durar vários anos, vais poupar bastante daí em diante. Depois aproveita as novas colecções para comprar 2 ou 3 peças tendência que ajudem a enriquecer o teu look, e assim estarás sempre bem sem gastar muito :)

4)   Os saldos são a melhor altura para comprar roupa, porque consegues encontrar as mesmas peças por preços muito mais reduzidos, o melhor é sempre ir nos primeiros dias. Ainda assim, claro que se bastante tempo antes dos saldos vires uma peça que gostas muito e sabes que vais usar muitas vezes, talvez seja bom investir.

5)    Para comprar roupas ou produtos de beleza mais caros, é muitas vezes necessário fazer um investimento. Faz um plano mensal de todas as despesas fixas que tens, quanto queres poupar em cada mês, e vê quanto te sobra. Com o que sobrar podes aproveitar para fazer esse investimento extra, ou juntar o que sobra durante alguns meses até teres dinheiro para essa peça mais cara, se gostares mesmo dela vais sentir uma grande recompensa :) Por vezes investir numa boa peça/produto que seja mais cara compensa mais do que investir em meia dúzia que depois ficam encostadas a um canto, para além de que aprendes a dar mais valor às coisas.

6)    Compra os presentes com alguma antecedência. Por exemplo, em minha casa temos por hábito começar a comprar os presentes de Natal no final de Outubro, isto porque nessas alturas ainda encontras coisas mais baratas, que depois sofrem sempre a “inflação Natal”, para além de teres mais tempo de procurar o presente certo. Pode não parecer, mas se fizeres contas ao que gastas dessa forma e ao que irias gastar ao comprar tudo em cima da hora, vais ver que poupas bastante.

7)    Investe nas embalagens grandes. Quando fores comprar creme, gel de duche, champô, cereais, detergente da roupa, ou qualquer outra coisa, vê se te compensa comprar o tamanho maior do produto, porque muitas vezes a diferença de preços compensa, já que vais ter produto para mais tempo e gastas menos do que se estivesses sempre a comprar as embalagens pequenas.

8)    Aproveita os passatempos. Aproveitar os passatempos dos blogs, sites, lojas, etc, pode-te permitir receber algumas peças ou produtos de beleza gratuitamente que te vão poupar alguns € na carteira ao final do mês.

9)    Aproveita os descontos em cartão, talão ou mesmo descontos directos. Quando vires que algo que consomes frequentemente está com desconto aproveita para comprar, mesmo que o desconto seja em cartão depois podes aproveitar para comprar outras coisas que precises com esse dinheiro. Não quero com isto dizer que compres tudo o que está com desconto, só aquilo que realmente precisares.

10)   As saídas à noite podem ser uma grande despesa na carteira. São as batatas fritas, a bebida para comemorar isto ou aquilo, o cachorro quente às 2h da manhã porque já se está com fome, a entrada na discoteca, enfim. Tenta programar saídas menos dispendiosas, em que possam conviver sem ser necessário gastar muito (ou pagar entrada) e leva sempre algo de casa na carteira para petiscar quando tiveres forme.

11)   Tira os teus próprios apontamentos e faz os teus próprios resumos, para além de estares a estudar poupas algum dinheiro em fotocópias! Além do mais se fores estudando por ti, fazendo resumos e pesquisas evitas comprar livros de resumos ou de estudo, que normalmente não são baratos.

12)   Cuidado com as revistas, é fácil termos a tentação de comprar todas as revistas novas que vão saindo e isso é terrível para esvaziar a carteira. Tenta escolher uma ou duas revistas que gostes muito e assina-as. Para além de as receberes comodamente em casa (sem medo que esgotem), só pagas na assinatura, ficando o resto do ano sem pagar nada. Por exemplo a ELLE tem uma assinatura anual de 20€ (recebem as 12 edições de tamanho grande em casa), enquanto que comprando cada uma individualmente num quiosque irias gastar 42€, são 22€ que poupas com a assinatura.

13)   Aprende a arranjar-te bem, assim evitas gastar dinheiro a arranjar o cabelo, fazer a manicura ou a maquilhagem, e guardas isso para as situações mais especiais ou para quando o teu cabelo precisar mesmo de um corte.

14)   O ginásio é, habitualmente, uma grande despesa mensal. Se seguires um programa que possas fazer em casa diariamente, como este, vais poupar imenso. Muitas pessoas preferem o ginásio porque sentem que têm um compromisso…mas podem tornar o desporto em casa nesse mesmo compromisso.

15)   Cuidado com os "empréstimos". Claro que todos podemos precisar que alguém nos empreste dinheiro, mas há sempre aquelas pessoas cujos empréstimos duram para sempre, uma vez que nunca devolvem o dinheiro, Antes de emprestares dinheiro a alguém, avalia se essa pessoa tem tendência a cumprir "prazos" de entrega, e caso não o faça não tenhas problemas em pedir-lhe.

16)   Arranja algo que consigas conciliar com o teu dia-a-dia e que consigas juntar algum dinheiro com isso. Há várias opções, desde fazeres bijuterias para vender, venderes roupa que não usas, passeares o cão de um vizinho, tomares conta dos teus primos bebés, enfim.

 

Espero que vos tenha ajudado, estas são pelo menos as dicas que sigo para mim própria e que me ajudam bastante :) Compreendam que estas dicas são para jovens ou adultos sem muitos encargos, quando se começa a ter prestações para pagar ou as contas na caixa do correio é necessário ter mais alguns cuidados, estas são "regras" gerais, que todos podem aplicar no dia-a-dia :)

Fotos: Fashion Toast

A Blogger

Cláudia, estudante de dia e blogger de noite! Bem-vinda(o) ao meu cantinho!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pinterest

YouTube

Instagram

@claudiagusmao

Facebook