Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

INSPIRAÇÃO | COMBINAR BIJUTERIA

 Como já devem ter dado conta, sou fã de bijuteria delicada. Gosto do toque simples e elegante que transmite. Uma das grandes vantagens das bijus mais delicadas é que podemos usá-las sozinhas ou combinar várias, para um look mais elaborado. Sei, no entanto, que combinar bijuteria é um medo de muita gente - ninguém quer parecer uma árvore de Natal - por isso decidi trazer algumas imagens de inspiração!

ac3.jpg

ac4.jpg

ac1.jpg

ac5.jpg

ac2.jpg

  As minhas lojas favoritas para comprar bijuteria delicada a preços acessíveis são a Parfois, a H&M, a Bershka e a Asos. Se tiverem um pouco mais dinheiro para investir, nas ourivesarias também encontram peças delicadas que vos vão durar uma vida! Caso optem pela bijuteria acessível eu recomendo passarem uma camada de verniz transparente - sobretudo nos anéis - antes de usarem para que não oxidem tão rápido! E não se esqueçam que um bom relógio é sempre um excelente investimento!

Guardar

Guardar

Guardar

MODA | AUMENTA A TUA CONFIANÇA

styleconfidence.jpg

  Uma questão que recebo com bastante frequência aqui no blog é como ter mais confiança para experimentar novas tendências, como renovar o nosso estilo sem deixarmos de nos sentir confortáveis. A verdade é que por vezes ficamos limitadas à nossa zona de conforto e não temos coragem para experimentar coisas novas, mas espero que estas dicas possam dar uma ajuda!

1. Melhora o teu estilo, agora! Por vezes ficamos à espera de perder peso, que estação mude ou qualquer outra coisa para cuidarmos mais do nosso estilo e experimentarmos coisas novas. Não vale a pena, o momento nunca vai ser perfeito e podemos começar já! Devemos vestir aquilo que realmente queremos vestir e não uma versão inferior disso mesmo.

2. Não penses só no que "fica bem". Embora concorde que podemos favorecer o nosso corpo se soubermos o que nos fica melhor, a verdade é que não há regras para o que podemos ou não vestir. Mesmo que uma peça não me favoreça a 100%, se eu gostar dela e me sentir bem com ela, é tudo o que me interessa!

3. Cria o teu próprio estilo. Procurar inspiração é fantástico, mas não devemos copiar alguém na íntegra, pois não nos iremos sentir nós próprias. Além disso, vamos sempre sentir o peso da comparação - "fica melhor a ela do que a mim". O ideal é procurarmos pequenas coisas que nos inspiram e depois, juntando-as, criar a nossa própria versão de estilo.

4. Elimina o que não gostas. Se há roupas no roupeiro de que não gostas ou com as quais não te sentes bem, porquê mantê-las? Elas nunca vão permitir que estejamos satisfeitas com um look, pois essas peças nunca nos vão fazer sentir bem!

5. Aumenta a tua zona de conforto. Este é, provavelmente, o maior ponto de todos! Para nos podermos sentir confortáveis a usar alguma coisa, temos que conseguir que ela passe a fazer parte da nossa zona de conforto. O mais fácil é começar por incorporar uma peça tendência - que ameça a nossa confiança - com outras mais neutras/básicas, por exemplo:

combinacoes.jpg

  Aos poucos vamos ganhando mais confiança com essas peças e podemos, até, começar a combinar várias peças-chave (ou tendência) juntas!

6. Ignora o que os outros possam pensar. Muitas vezes não vestimos algo simplesmente por pensar o que os outros vão achar/dizer de nós. A questão é que muitas vezes as pessoas nem pensam o que nós achámos que elas pensariam e mesmo que o façam, o que interessa? Se nós gostamos do que vestimos, é quanto baste! Não podemos deixar que as nossas inseguranças nos proíbam de vestir o que mais gostamos. Provavelmente nunca existiram ícones de estilo se toda a gente tivesse medo do que as restantes pessoas pensariam.

7. Não excluas peças. Muitas vezes já vamos às compras com ideias fixas de que não podemos vestir isto e aquilo. O melhor é experimentar coisas nas lojas - mesmo que se ache que não vamos gostar - pois se nunca experimentarmos nunca vamos saber como fica. Mesmo dentro de um tipo de peça podemos experimentar vários modelos até encontrar algum de que gostamos realmente! E não compramos enquanto não for "aquele" ;)

Estas são as dicas principais que vos posso dar quanto a este tópico, espero que ajudem :) Se tiverem mais por favor partilhem!

Guardar

5 DICAS PARA PERNAS MAIS LONGAS

legs.jpg

  Não duvido que muitas de vós já tenham pensado em como tornar as pernocas aparentemente mais longas, pelo que hoje venho partilhar algumas dicas convosco nesse sentido.

1. Pernas da cor dos sapatos. Usar calças/collants pretos com calçado preto ou vestidos/saias com calçado nude cria a ideia de alongamento, já que dá a sensação de continuidade.

2. Calçado com truques. Além da regra anterior, há algumas questões a considerar na escolha do calçado: os saltos altos adicionam cm e deixam as pernas mais longas, mas se o calçado for bicudo também dá uma ideia de alongamento, mesmo que seja raso.

3. Cores escuras. As calças de tons escuros tornam a figura mais esguia e por isso dão, também, a sensação de pernas mais compridas.

4. Riscas verticais. Não é segredo que as riscas verticais afinam e alongam a silhueta, pelo que não tenho muito que dizer neste tópico :)

5. Cintura subida. Uma peça que tenha a cintura mais subida dá a sensação de as pernas "irem mais longe" e, por isso, parecerem mais longas. Esta é também uma boa técnica para quem tenha um torso muito comprido!

Espero que estas dicas ajudem, se tiverem mais por favor partilhem :)

COMO ESCOLHER O PERFUME IDEAL?

perfumeideal.jpg

 Escolher o perfume ideal não é tarefa fácil e muitas de nós nunca chegam a encontrar "a sua" fragrância. No entanto, há algumas dicas que podem ajudar na hora de escolher o perfume!

1. Faz a tua pesquisa. Se tens um creme, perfume ou vela que gostas especialmente, tenta analisar quais são as notas olfativas usadas, pois pode ser um bom começo para definir se preferes perfumes florais, frutados, amadeirados, orientais, enfim!

2. Vai sozinha à perfumaria. Quantas vezes somos influenciadas pelas amigas quanto aos produtos que compramos? Podemos gostar de um perfume mas a amiga dizer que não é grande coisa - e não compramos - e vice versa. No que toca a perfumes o mais importante é a nossa opinião, pois nós é que o vamos usar diariamente! No caso de dúvida entre dois perfumes, por exemplo, já podes recorrer à opinião de alguém em quem confies, mas perguntando apenas qual dos dois prefere!

3. Cheira alguns perfumes. Depois de teres uma ideia dos tipos de aromas que gostas é mais fácil, quando fores a uma perfumaria, saberes que tipo de perfumes deves cheirar. Podes começar por cheirar vários perfumes no papel e, quando achares que gostas realmente de um, deita um pouco no pulso (sem esfregar o pulso) e vai dar uma volta. Vai analisando como o perfume se mistura com a pele, como vai desenvolvendo com o passar do tempo, se continuas a gostar do cheiro, enfim! Ao fim de uma hora estarás pronta para dar a tua opinião final sobre a fragrância.

4. Pede uma amostra. Quando encontrares um perfume que realmente gostes e que tenha passado o teste anterior, pede uma amostra na loja. É preciso vivermos com um perfume para percebermos se ele se adapta a nós, se dura, como cheira na nossa roupa, etc, e uma amostra poderá dar-te essa experiência durante 2 ou 3 dias.

5. Não fiques desencorajada se não sentires o perfume. Dizem os entendidos que o perfume ideal para nós é aquele que nós não conseguimos sentir, ou seja, que se funde com a nossa química corporal e se torna imperceptível para nós, mas perceptível para quem nos rodeia. Assim, vai perguntando às pessoas que te rodeiam se gostam do teu cheirinho :) (e assim também terás uma noção sobre a real duração do mesmo na pele).

Querem partilhar mais alguma dica que ajude na hora de escolher o perfume?

CABELO OLEOSO | 7 HÁBITOS A PERDER

haircollage.jpg

 Todas sabemos que é difícil lidar com o cabelo oleoso, a vontade que temos é de lavá-lo todos os dias e quase nos dá a sensação que nunca está limpo! No entanto, alguns hábitos que vamos adquirindo podem favorecer o aparecimento de oleosidade no couro cabeludo. Ao evitar estes hábitos, podemos conseguir um cabelo limpo por mais tempo!

1. Não secar o cabelo. Quando as raízes do cabelo estão húmidas agarram mais facilmente qualquer impureza/poeira/sujidade. Assim, se formos com o cabelo molhado para a rua estamos a favorecer a adesão dessas partículas no couro cabeludo! O ideal é secar sempre pelo menos as raízes, nem que seja com o ar do secador no frio!

2. Lavar demasiado o cabelo ou usar produtos agressivos. Se estivermos sempre a remover todos os óleos naturalmente produzidos pelo couro cabeludo - seja por lavarmos o cabelo todos os dias ou por usarmos produtos muito agressivos - este vai sentir a necessidade de estar sempre a produzir novos óleos, tornando as glândulas hiperactivas, o que resultará num cabelo mais oleoso!

3. Não limpar as escovas. Certamente que usam diariamente uma escova para se pentearem, mas quantas vezes a limpam? É importante lavar a escova com alguma frequência, para garantir que não se acumulam impurezas e óleos nas cerdas.

4. Andar sempre com o cabelo na cara ou com as mãos no cabelo. A nossa pele produz oleosidade natural, se estivermos sempre com o cabelo colado à cara ou passarmos as mãos por ele constantemente, vamos estar a passar esses óleos para o cabelo. Eu tento ter sempre comigo uma mola ou um elástico para tirar o cabelo do rosto sempre que estou a estudar/trabalhar, nem é preciso prender todo o cabelo, basta prender as madeixas que tocam no rosto.

5. Não usar os produtos certos. Quem tem o cabelo com tendência a oleoso deve ter o cuidado de usar um champô purificante - que não seja demasiado agressivo - para garantir que todas as impurezas são retiradas e que o cabelo não fica pesado devido ao uso de um produto demasiado hidratante.

6. Não lavar bem o cabelo. Aplicar apenas uma vez o champô não é suficiente para o cabelo ficar bem lavado, a primeira passagem de champô vai retirar gorduras e impurezas depositadas no couro cabeludo e a segunda passagem é que lava realmente, pelo que é essencial aplicar sempre champô duas vezes! Aplicamos a primeira vez, massajamos, passamos por água e repetimos. Na segunda aplicação o champô até faz mais espuma, pelo que podemos usar menos quantidade do que na primeira aplicação.

7. Lavar o cabelo antes de dormir. Bem sei que há quem adore tomar um bom banho e lavar o cabelo antes de dormir, mas a verdade é que transpiramos e estamos com a cabeça na almofada durante toda a noite e quando acordamos o cabelo já não está tão limpo como quando o lavámos. Se o lavarmos de manhã vamos ter o dia inteiro com uma sensação maior de frescura. Eu teria que lavar o cabelo todos os dias se o fizesse à noite, mas fazendo-o de manhã apenas lavo dia sim dia não.

Tenho a certeza que se analisarem o quão frequentemente praticam estes hábitos, poderão reduzir a oleosidade do cabelo! Querem partilhar mais alguma dica?

Guardar

COMO ESCOLHER OS JEANS IDEAIS

jeansmtg.jpg

  Tenho a certeza que não há ninguém que não tenha um par em casa! Os jeans são um básico no roupeiro de qualquer pessoa e todas nós deviamos ter um par preto, um azul e um branco. Mas encontrar jeans que realmente fiquem bem, sejam confortáveis e durem nem sempre é fácil, mas estas dicas podem ajudar!

1. Escolher o modelo consoante o formato do corpo. Esta dica é muito recorrente, mas é necessário entendê-la e perceber como aplicá-la. O modelo ideal de jeans deve equilibrar as nossas proporções. Uma pessoa que tenha um corpo maçã (acumula mais gordura na zona da barriga e/ou peito) deve sempre usar uns jeans skinny, pois as pernas são a parte mais elegante do seu corpo e não devem ser escondidas numas calças largas. Quem tiver um corpo ampulheta (largura de peito e anca semelhantes, com cintura definida) pode optar tanto por modelos skinny como por modelos sino e é boa ideia usar jeans de cintura subida pois, mais uma vez, irão acentuar a parte mais elegante do corpo. Quem tiver um corpo tipo pêra (acumula mais gordura nas coxas) pode usar tanto um modelo skinny ou um modelo mais direito. No entanto, um modelo direito irá tapar a zona mais fina da perna. Isto pode fazer com que a anca pareça menos larga, pois aumentamos visualmente a largura do tornozelo, mas se a pessoa for baixa pode fazê-la parecer mais cheia na globalidade. As pessoas baixas devem sempre usar modelos mais ajustados, pois alongam a figura. Assim, o ideal será ter uma ideia de qual seria o modelo mais indicado para o nosso tipo de corpo, mas experimentar sempre variações dentro desses modelos, por forma a encontrar o que mais nos agrada. Lojas diferentes oferecem modelos diferentes, tamanhos diferentes, enfim, para encontrar os ideais por vezes é preciso experimentar muitos antes!

2. Banir as "banhas laterais". Quantas vezes já aconteceu experimentar um par de calças e sairem as banhinhas do lado? E muita gente usa as calças assim! É simplesmente um não não não! Por vezes acontece quando se compra um tamanho de calças mais pequeno do que o devido, mas também pode ser devido ao facto de o modelo de jeans não ser o ideal para o tipo de corpo. Neste caso, o ideal é sempre optar por modelos de cintura média ou alta, que ajudam a aconchegar a barriguinha e dar-lhe um aspecto mais elegante.

3. Analisar a quantidade de elastano do tecido. Quanto mais elastano os jeans tiverem, mais elásticos vão ser e, portanto, mais confortáveis. Os modelos com mais elastano (2-4%) são mais confortáveis para quem passa muito tempo sentado, mas devem ser comprados o mais justos possível, de forma a não alargarem demasiado com o uso. Os modelos sem elastano moldam mais a silhueta, mas podem ser desconfortáveis!

4. Ter atenção ao comprimento da calça. Nunca deve sobrar muito tecido no tornozelo, pois vai estragar o efeito visual de alongamento e elegância que pretendemos. Se os jeans forem skinny, podem-se dar algumas dobras no tornozelo (assim), o que até lhes dá um toque diferente, mas o ideal será levar a uma costureira para tirar o excesso de tecido e fazer uma nova bainha - vale o investimento! Algumas lojas também já oferecem diferentes comprimentos de perna - afinal podemos usar o mesmo tamanho mas não ter necessariamente a mesma altura!

5. Ignorar o tamanho. Com isto não quero dizer que devas comprar jeans grandes ou pequenos para ti! Quero dizer que o tamanho marcado nos jeans não é o mais importante! Lojas diferentes vão ter tamanhos diferentes e por vezes até dentro da mesma loja, modelos diferentes vão ter tamanhos diferentes. Não compres uns jeans só porque dizem "36" ou "38", compra os que te ficarem bem!

6. Atenção à cor e lavagem! A cor dos jeans pode conquistar ou destruir o sucesso dos mesmos. É preciso garantir que a cor nos favorece e combina com o tipo de roupa que usamos e ocasiões que frequentamos. Mas ainda mais importante do que a cor, é a lavagem! Os jeans que têm um efeito "gasto"/"lavado", por exemplo, podem aumentar visualmente a largura da perna e, por isso, não favorecer algumas pessoas. Os jeans de tons mais escuros e com cor uniforme (sem lavagem) tendem a alongar e estreitar a silhueta.

7. A espessura do tecido importa! Alguns jeans têm um tecido mais fino do que outros. Os tecidos mais finos são melhores para usar nas estações quentes e acabam por ser mais confortáveis, mas perdem a forma com mais facilidade e não moldam muito o corpo. Os jeans com tecido mais grosso são mais indicados para as estações frias e têm a vantagem de ajudarem a moldar um pouco o corpo e a esconder algumas imperfeições, como a celulite por exemplo.

8. Tratar bem deles! Esta dica não tem propriamente a ver com escolher os jeans, mas cuidar bem dos jeans que compramos assegura que vão estar bons por muito tempo. Lava-os sempre do aveço, evita secá-los ao sol e se forem escuros opta por lavá-los com roupa escura e com detergente indicado para roupas escuras, de forma a que não percam a cor tão facilmente.

Estas são as minhas dicas para escolherem os jeans ideais! Com que regularidade costumam usá-los?

A Blogger

Cláudia, estudante de dia e blogger de noite! Bem-vinda(o) ao meu cantinho!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

YouTube

Instagram

@claudiagusmao

Facebook

Prémios

Lojas

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D