Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

COSMÉTICA | NATURAL VS ORGÂNICA VS VEGAN VS CRUELTY FREE, ETC

cosmetics

 No post de hoje gostaria de vos falar um pouco da designação/categoria/natureza dos vários cosméticos disponíveis no mercado, nomeadamente no que diz respeito aos produtos naturais, orgânicos, vegan, cruelty free, etc, já que sei que a diferença entre eles nem sempre é muito perceptível.

 

COSMÉTICOS DE ORIGEM NATURAL: são cosméticos cujos extratos que os compõem têm origem na natureza (plantas, extratos de origem animal, etc), não utilizando produtos fabricados em laboratório (sintéticos). Por exemplo, a molécula de vitamina C obtida a partir de uma laranja será quimicamente idêntica à molécula de vitamina C sintetizada em laboratório, mas a molécula obtida a partir da laranja é um ingrediente natural e a molécula obtida no laboratório é de origem sintética. A regulamentação em relação ao que é "natural" não é clara - pode-se produzir um produto com 1% de extratos naturais e dizer que "contém ingredientes naturais" ou "é de origem natural", etc - pelo que é preciso cuidado na hora de comprar. A prática de greenwashing por parte de algumas marcas é um grande problema, fazendo produtos passar por naturais e/ou ecológicos quando não são! A regra básica para identificar um produto natural é olhar para os ingredientes e saber o que todos eles são ou, pelo menos, conseguir ler todos eles. Nem sempre um produto ser natural significa que é "seguro", já que muitas pessoas são alérgicas a alguns extratos naturais - como é o caso dos óleos essenciais - e alguns ingredientes como o petróleo ou o álcool são naturais, mas muitas vezes evitados nos cosméticos.

 

COSMÉTICOS ORGÂNICOS/BIOLÓGICOS: os produtos orgânicos/biológicos são produtos cujos extratos provêm da agricultura biológica, não utilizando fertilizantes, pesticidas ou OGM e recorrendo a meios agrícolas sustentáveis, que respeitam o meio ambiente e a biodiversidade. Um produto pode ser natural e não ser orgânico/biológico ou ser, por exemplo, 100% natural e 70% orgânico/biológico.

 

COSMÉTICOS VEGAN: um produto vegan (ou vegano) é um produto que não utiliza ingredientes de origem animal e que não é testado em animais. Estes produtos não têm que pertencer à categoria de "natural" ou "sintético", simplesmente não podem utilizar ingredientes derivados de animais nem testar os produtos finais ou os ingredientes que o compõem em animais. Muitas vezes existe a ideia que um produto por ser natural é vegan ou que por ser vegan é natural, o que nem sempre é o caso. Por exemplo, um produto 100% natural que contenha mel não é vegan e um produto totalmente sintético que não tenha ingredientes de origem animal nem seja testado em animais é vegan.

 

COSMÉTICOS CRUELTY FREE: são cosméticos que não são testados em animais (nem o produto final nem os ingredientes presentes) nem vendidos em territórios que obriguem à realização de testes em animais. Na União Europeia os testes em animais (seja do produto final ou dos ingredientes) são proibidos, mas para uma marca vender os seus produtos na China (onde os testes de cosméticos em animais são obrigatórios) tem que autorizar que sejam realizados testes dos produtos em animais no território Chinês. Essas marcas não são consideradas cruelty free, porque permitem que os seus produtos sejam testados noutros territórios, mesmo não sendo as próprias a conduzir os testes. Os produtos cruelty free podem pertencer a qualquer categoria (naturais, orgânicos, sintéticos, etc). Algumas certificações a procurar são a PETA ou a Leaping Bunny, por exemplo, embora esta certificação não seja obrigatória (algumas marcas são cruelty free mas não pedem a certificação).

 

COSMÉTICOS SINTÉTICOS/CONVENCIONAIS: são cosméticos compostos por ingredientes sintéticos ou por uma mistura de ingredientes sintéticos e naturais. Embora exista a ideia de que os cosméticos sintéticos são, muitas vezes, tóxicos ou perigosos para a saúde, a verdade é que tudo depende da composição do produto. Há produtos convencionais que são perfeitamente seguros e que aportam menos risco de irritação do que alguns cosméticos naturais, tal como há outros que são bastante tóxicos, tanto para nós como para o meio ambiente.

 

COSMÉTICOS ECOLÓGICOS: são cosméticos produzidos de forma a não afetar negativamente o meio ambiente, com recurso a meios de produção sustentáveis e ingredientes obtidos a partir de recursos renováveis. Habitualmente estes cosméticos são de origem natural e com % elevada de ingredientes orgânicos/biológicos, além de as suas embalagens serem feitas a partir de ingredientes reciclados, sejam totalmente recicláveis ou não tenham embalagem. Muitos destes produtos têm também a certificação FairTrade

 

 Algumas certificações que ajudam a confirmar se os produtos são naturais, orgânicos/biológicos e/ou ecológicos são a Soil Association, a BDIH e a ECOCERT. Cada certificação tem requerimentos específicos, pelo que podem consultar cada uma delas e ver qual(ais) a(s) que mais se identifica(m) com o que pretendem e escolher produtos com base nessa certificação, por exemplo. Muitos cosméticos estão enquadrados em várias categorias ao mesmo tempo, como penso que é perceptível. Um produto pode ser natural, orgânico, vegan e ecológico ao mesmo tempo, por exemplo.

 Todos somos livres de escolher os produtos e marcas que acharmos mais adequados às nossas necessidades e crenças pessoais, mas todos devemos estar informados sobre o que compramos e como analisar se estamos realmente a comprar o que pensamos. Um consumidor informado é um consumidor livre de fazer a sua escolha em consciência.

TOP 5 PRODUTOS NATURAIS

 Hoje venho falar-vos dos meus produtos naturais favoritos! Há alguns produtos naturais que realmente adoro e tenho cada vez mais curiosidade em experimentar mais, pelo que agradeço as vossas sugestões nos comentários :)

POSTS:
Óleo de Rosa Mosqueta
Óleo de Côco
Review Odylique Spot-On Serum

PRODUTOS REFERIDOS:
Odylique Silk-Touch Cleanser 20g (http://tinyurl.com/kt3qvol) ou 95g (http://tinyurl.com/lg6hx2s)
Odylique Spot-On Serum (http://tinyurl.com/j8rh8gm)
Cattier Óleo de Rosa Mosqueta (http://tinyurl.com/zuj75th)
Pai Skincare Óleo de Rosa Mosqueta (http://tinyurl.com/omxrx8r)
Óleo de Côco (Celeiro ou Hipermercados)
Óleo de Côco Tiki Tahiti (http://tinyurl.com/jzu6fmf)
Benecos Pó Mineral (http://tinyurl.com/kwngcet)
Benecos Pó Iluminador (http://tinyurl.com/hb72egq)
Benecos Lip Liner (http://tinyurl.com/onwz6pq)

O QUE ESTOU A USAR:
Camisola - Promod
Brincos - Parfois
Verniz - Essie "Nice is Nice"
Batom - Catrice Lip Liner "Upper Brown Side"

 

Obrigada por assistirem :) O passatempo é na página do YouTube!

Cosmética Natural: Benefícios do Óleo de Rosa Mosqueta

DSC03272.JPG

 Nos últimos meses tenho-me dedicado a pesquisar mais produtos naturais. Tal como no "mundo dos químicos", é preciso procurar um pouco até encontrarmos o que funciona para nós. Se viram a minha rotina de pele actual, sabem que tenho usado um produto à base de retinol para combater as manchas e uniformizar a textura da pele. Já terminei o tratamento e queria continuar a usar um produto com os mesmos princípios, mas numa forma mais natural.

 Foi durante a minha pesquisa que encontrei o óleo de rosa mosqueta. Este óleo contém pro-vitamina A (sobretudo beta-carotenos), tretinoína (muito usada em tratamentos de acne e manchas), ácido linoleico (ómega-6) e ácido linolénico (ómega-3). Esta combinação de ingredientes tem muitos benefícios para a pele:

  • corrige os danos provocados pelos raios UV;
  • reduz a aparência de manchas, queimaduras e estrias;
  • reduz e previne linhas e rugas;
  • hidrata a pele (excelente opção para eczema e psoríase);
  • uniformiza o tom de pele (óptimo para manchas e descolorações);
  • hidrata e repara unhas quebradiças.

 Esta combinação de benefícios faz do óleo de rosa mosqueta um produto natural essencial na rotina de pele. Visto ser um óleo, é um pouco complicado usá-lo durante o dia, mas é perfeito para usar à noite. Depois de a pele estar bem limpa, aplicam-se duas gotas do óleo em todo o rosto massajando suavemente. O óleo é bem absorvido, mas pode deixar alguns vestígios. Assim, espera-se uns 20 minutos após a aplicação e retira-se o excesso com um algodão. O que tenho feito é limpar a pele logo que chego a casa e sei que não volto a sair, aplico o óleo e deixo-o absorver enquanto estudo, vejo TV, etc. Antes de me deitar removo então qualquer excesso com o algodão. Apesar de parecer contraditório aplicar óleo em pele oleosa, noto que até tem ajudado a controlar a oleosidade e manter a pele suave. Não posso deixar de referir que muitas vezes os produtos naturais precisam de um tempo de adaptação se a pele estiver habituada ao uso de produtos químicos, pelo que os resultados podem demorar um bocadinho.

 É importante que o óleo de rosa mosqueta seja biológico e orgânico. Ler os ingredientes ajuda a perceber se não tem nenhum aditivo indesejado - há muitas marcas que se dão como "naturais" mas têm imensos químicos na composição. Eu tenho usado o da Cattier, que comprei no Celeiro por cerca de 17€ (50ml) e que também podem encomendar aqui. Habitualmente os produtos naturais são mais caros, mas este óleo tem um preço bastante acessível para a quantidade de produto.

 Se gostarem de produtos naturais, este é sem dúvida um óleo a experimentar! Já usaram óleo de rosa mosqueta?

Beleza natural: aplicações do óleo de côco

Quem é fã de tratamentos de beleza caseiros, certamente conhece os benefícios do óleo de côco. O óleo de côco orgânico (obtido por pressão a frio sem recurso a quaisquer solventes durante o processo de fabricação) é naturalmente hidratante, antifúngico e antibacteriano, pelo que é excelente para usar nas mais diversas aplicações de beleza. Aqui ficam algumas das utilizações mais comuns:
- Hidratante: sendo naturalmente emoliente, o óleo de côco é um hidratante fantástico para o corpo, cutículas, lábios ou até a pele do bebé. Quem tem a pele oleosa é de evitar usar muito regularmente no rosto, de forma a não obstruir os poros. Ele é gorduroso, mas devido à sua composição natural, é facilmente absorvido pela pele. Para o rosto é especialmente bom usado como creme de noite.
- Desmaquilhante: devido à sua textura oleosa, o óleo de côco dissolve toda a mquilhagem quando aplicado sobre a pele seca. Sólido à temperatura ambiente, ao entrar em contacto com a temperatura corporal dissolve-se, arrastando toda a maquilhagem. O ideal é remover com uma cloth ou uma tolha de rosto suave embebida em água morna.
- Esfoliante: quando misturado com açúcar mascavado, o óleo de côco é um excelente esfoliante, que pode ser usado em todo o corpo e rosto. Enquanto o açúcar esfolia a pele, o óleo de côco assegura a sua hidratação.
- Máscara capilar: para quem sofre de cabelo muito seco ou frizado, o óleo de côco pode ser uma excelente máscara capilar. Aplicado no cabelo seco, deixa-se durante 30 minutos e depois lava-se o cabelo de forma habitual. Isto irá ajudar a manter o cabelo hidratado e "domado". Se aplicado nas raízes ajuda também a combater a caspa. Pode também ser usado, em pequena quantidade, como condicionador capilar após o duche.
- Máscara facial: misturando uma colher de mel e uma de óleo de côco consegue-se uma máscara facial hidratante e antibacteriana, que ajudará a limpar os poros e manter a pele hidratade, prevenindo o aparecimento de imperfeições. Deixa-se durante 10 minutos, aplicando sobre o rosto seco, e remove-se depois com a ajuda de uma cloth ou toalha de rosto embebida em água morna.
- Elixir bucal: devido às suas capacidades antibacterianas, bochechar óleo de côco antes da lavagem dos dentes durante 2 minutos, ajuda a manter os dentes brancos e as gengivas saudáveis, prevenindo a formação de cáries. Há quem misture óleo de côco com bicarbonato de sódio, à venda na zona do sal, para ter uma pasta branqueadora natural, mas essa técnica nunca experimentei.
- Desodorizante: devido às propriedades antifúngicas, o óleo de côco pode ser usado como desodorizante para axilas e pés, impedindo o aparecimento de fungos responsáveis pelo mau cheiro.
- Depilatório: quem faz a depilação com gilete, recorre frequentemente a mousses, cremes ou espumas depilatórias. O óleo de côco é um substituto natural e mais saudável para esta função.
- Anti-estrias: para as grávidas, o óleo de côco orgânico é uma opção segura para usar como anti-estrias, devendo ser massajado até à absorção nas zonas mais susceptíveis ao aparecimento destas cicatrizes (barriga, peito e anca), de forma a prevenir o seu aparecimento.
E pronto meninas, estas são as aplicacações de beleza que conheço para o óleo de côco. Como costumam usar? Já conheciam estes truques? O óleo de côco é facilmente encontrado em hipermercados e lojas de produtos naturais, sendo que costumo comprar o meu na loja Celeiro. Tenham a certeza que compram um óleo de côco orgânico, caso contrário pode ser refinado, não sendo tão saudável. Quem procurar comprar online, pode adquirir aqui com toda a segurança.

A Blogger

Cláudia, estudante de dia e blogger de noite! Bem-vinda(o) ao meu cantinho!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pinterest

YouTube

Instagram

@claudiagusmao

Facebook

Lojas Online

SweetCare® - Saúde, Beleza e Cosmética