Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

ACNE | CURAR INTERNAMENTE

internalacne.jpg

 Há pouco tempo partilhei convosco neste vídeo todas as dicas de como tratar o acne, tendo tocado ao de leve na parte interna do problema. Para complementar esse vídeo e vos dar mais algumas informações decidi escrever este post, com dicas de como tratar o problema de dentro para fora!

 

ALIMENTAÇÃO

 Como referi no vídeo, a alimentação pode ter um grande impacto na saúde da pele. Assim, algumas causas conhecidas de acne são:

1. Lacticínios. O leite de vaca e seus derivados têm bastantes hormonas presentes na composição, que podem influenciar as nossas próprias hormonas e levar ao aparecimento de acne. Pensa-se que o consumo de leite induz a IGF-1, que está associada à hiperproliferação celular (folículos ficam obstruídos) e ao crescimento de tumores. Eliminar os lacticínios da dieta funciona para muita gente!

2. Hidratos de carbono e açúcar refinado. Os hidratos de carbono brancos (pão branco, arroz branco, etc) provocam picos de insulina no organismo, que podem levar ao aumento da infecção e aparecimento de acne, sendo melhor substituí-los pela sua versão integral. O mesmo se aplica aos açúcares refinados (rebuçados, bolos, etc)!

3. Adoçantes artificiais (stevia, xilitol, etc). Os adoçantes artificiais desregulam a secreção de insulina, levando ao aumento da produção de cortisol, pensando-se que causam desregulação hormonal e, por consequência, provocam surtos acneicos. Será melhor trocá-los por açúcar de côco ou mel puro!

4. Suplementos proteicos (whey, barras proteicas, etc). O consumo diário de suplementos proteicos pode agravar o acne, verificando-se em muitos desportistas. Neste caso a melhor solução é optar por fontes proteicas mais naturais!

5. Frutos secos. Apesar de os frutos secos serem importantes para a pele devido à presença de gorduras saudáveis, a verdade é que muitas pessoas acabam por desenvolver alguma irritação na forma de acne (sobretudo aos amendoins e seus derivados).

6. Suplementos de vitamina B12. A vitamina B12 é um suplemento bastante importante para vegetarianos e vegans mas tem estado cada vez mais associada a surtos de acne, sobretudo se a dose for elevada. Mesmo a vitamina B12 presente nos multivitamínicos pode causar reacções adversas em algumas pessoas, pelo que nesse caso é melhor suspender a toma do suplemento e optar por fontes mais naturais.

7. Alimentos processados. Este tópico serve para abranger todas aquelas comidas processadas, fritos e fast food, que todos sabemos não serem o ideal para a nossa saúde nem para a nossa pele!

 É natural que nem todos sejamos sensíveis aos mesmos alimentos, mas talvez seja importante analisar quais destes alimentos consumimos com frequência e que podem ser a causa do acne. É importante referir que há outros problemas, como intolerâncias alimentares, desequilíbrio de bactérias no sistema digestivo, Síndrome do Ovário Poliquístico, etc, que podem estar na origem de alguns problemas de pele e que devem ser analisados por profissionais.

 Aumentar a ingestão de água (hidrata e elimina toxinas), de chá verde (antioxidante), sumos verdes (obtenção de vitaminas e minerais essenciais) e ácidos gordos essenciais (salmão, abacate, etc), bem como a prática regular de exercício físico (mais oxigenação celular, estimulação do sistema linfático e redução do stress) são hábitos que melhoram a condição global da pele.

 

SUPLEMENTOS

 Os suplementos podem dar uma grande ajuda na hora de cuidar da pele e combater o acne. Uma das causas mais comuns do acne é a desregulação hormonal e/ou a produção excessiva de DHT (androgénio). A pílula é habitualmente o método mais comum para o controlo hormonal, mas também há alguns suplementos que podem ajudar:

1. Maca - aqui. É uma erva natural com fins medicinais que ajuda a equilibrar o nível hormonal e por isso é benéfica em casos de acne, TPM, quistos, etc. Por ser rica em alcalóides, flavonóides e phytohormonas, acredita-se que é um estimulante natural do hipotálamo e da pituitária, que por sua vez irão estimular as glândulas endócrinas a produzir as hormonas necessárias à homeostasia no corpo humano.

2. Óleo de Onagra (Evening Primrose Oil) - aqui. O óleo de onagra é uma fonte de ácido gamalinolénico (GLA) - que se pensa ser um bloqueador da DHT - e de ómega 3 e 6. Este suplemento está indicado para equilibrar a produção hormonal, reduzir a inflamação e promover a saúde da pele, cabelo e unhas, sendo muito indicado em casas de acne, psoríase, eczema, alopécia, etc.

3. Zinco 50mg - aqui. O zinco é conhecido por ser antioxidante e promover a reparação dos tecidos, além de favorecer a síntese de colagénio no tecido ósseo. Habitualmente ajuda a reduzir a inflamação do acne e a reparar a pele, sendo um dos suplementos mais recomendados a pessoas com acne inflamatório.

4. L-Lisina - aqui. Este aminoácido tem sido considerado, nos últimos anos, o grande inimigo do acne, visto que muitas pessoas relatam uma melhoria muito significativa com o consumo de 1000mg a 1500mg diários. Sabe-se que ajuda com a produção de hormonas e enzimas e pensa-se que inibe a enzima responsável pela conversão da testosterona em DHT, tendo o mesmo efeito dos anti-androgénios (medicação), que são muito usados no controlo do herpes.

Estes suplementos são os mais utilizados para ajudar com o controlo do acne. Claro que ninguém pensará em tomar todos estes suplementos de uma vez, mas podem - com aconselhamento profissional - experimentar e ver com qual deles obtêm melhores resultados!

 

ANTIBIÓTICOS

 Como referi no vídeo, os antibióticos são muitas vezes utilizados no caso de acne inflamatório grave. Embora muitas vezes mostrem bons resultados, eu tentaria todas as outras opções antes de recorrer ao antibiótico, visto que destrói todas as bactérias - "as boas e as más" - e os probióticos são essenciais para o bom funcionamento do organismo. No caso da toma de antibióticos, seria bom depois compensar com a toma de probióticos, para reestabelecer a flora saudável, pelo que recomendo aconselharem-se com o vosso médico sobre isso.

 

Espero que estas dicas ajudem e complementem o vídeo que já tinha feito! Se tiverem alguma dúvida ou quiserem partilhar a vossa experiência, por favor deixem um comentário :)

7 comentários

Comentar post

A Blogger

Cláudia, biomédica de dia e blogger de noite! Bem-vinda(o) ao meu cantinho!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pinterest

YouTube

Instagram

@claudiagusmao

Facebook

Lojas

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D