Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

Moda e Beleza

by Cláudia Gusmão

Vida Saudável - Porquê?

vidasaudavel.jpg

 Nem toda a gente quer engordar. Nem toda a gente quer emagrecer. Mas acho que todos devemos querer ser saudáveis. Porquê trocar a comida plástica pela comida saudável? Porquê trocar o conforto do sofá pelo desconforto do exercício? Porquê evitar/banir tabaco, drogas, álcool, etc? Porquê ter uma vida saudável?

1. Para ter mais energia. Não há necessidade de tomar estimulantes para ter mais energia, os alimentos saudáveis como fruta e legumes dão imensa energia e fazer exercício com frequência reduz a fadiga a longo prazo!

2. Para ter um peso saudável. Seja por querer emagrecer, engordar ou manter o peso, viver uma vida saudável ajuda a alcançar e manter esse objectivo sem a necessidade de recorrer a dietas desesperadas ou de ter o peso certo mas o sangue contaminado!

3. Para ter melhor saúde mental. Vivemos num mundo de stress e ansiedade, onde os casos de depressão aumentam cada vez mais. Praticar exercício, comer de forma saudável e descansar o suficiente são peças chave para conseguir alcançar o equilíbrio mental e evitar o stress e a depressão!

4. Para prevenir doenças. Muitas doenças são provocadas pelos nossos (maus) hábitos diários e podem ser prevenidas com os certos. Uma vida inteira de más escolhas é difícil de corrigir a tempo, mas quanto mais cedo se começa, mais doenças se podem evitar!

5. Para poupar dinheiro. Sim, comer alimentos saudáveis e praticar exercício pode ser mais dispendioso do que uma vida desregrada (ou não), mas a longo prazo faz com que se poupe imenso dinheiro em estimulantes, comprimidos, consultas, etc!

6. Para ser feliz. Fazer exercício por si só provoca a libertação de endorfinas, que nos fazem sentir felizes e relaxados. Mas não será que ter mais energia, ter um peso saudável, ter saúde mental, prevenir doenças e poupar dinheiro não nos fará felizes também?

 

Ninguém é perfeito, mas tentem fazer o melhor pela vossa saúde :)

10 dicas para emagrecer de forma saudável

diet.jpg

 Quando o tempo começa a aquecer não imaginam a quantidade de comentários que recebo a pedir dietas rápidas e milagrosas ou dicas para ficar em forma num mês. Já muitas vezes abordei aqui o tópico da perda de peso, até porque eu própria lido com a tendência para engordar, e percebo o desespero que muitas leitoras sentem. Ainda assim, a verdade é que tudo na vida é um percurso que leva o seu tempo a ser feito da forma certa. Se demorámos, por exemplo, 2 anos a ganhar determinado peso, não podemos esperar perdê-lo todo num mês de forma saudável.

 Relembro que não há nada mais importante do que ter saúde - é a saúde que nos permite viver, trabalhar, aproveitar o dia-a-dia, etc - e mesmo que estejam em tal estado de desespero que trocavam a vossa saúde por serem magras (acreditem, já ouvi quem o afirmasse) esse não é o caminho certo a seguir. É essencial também tirar da cabeça que se uma pessoa é gordinha/magrinha a culpa é unicamente dela. Certamente há quem coma demasiado (ou não coma os alimentos certos) e engorde devido a isso e também há quem seja super magro porque nada come, mas na maioria dos casos as pessoas tendem a ser mais gordinhas se tiverem mais tendência para ganhar peso e podem ser super magrinhas e comer imenso, se os genes tenderem para esse lado.

 Apesar dos factores genéticos podemos encaminhar o organismo a nosso favor, fazendo com que o peso aumente ou diminua consoante o que precisamos. Isto mexe com imensos processos metabólicos e, por isso mesmo, é preciso ter alguma paciência e persistência. Hoje vou partilhar convosco as dicas que precisam de seguir para conseguirem perder peso de forma saudável. Devo dizer que estas dicas provavelmente não são uma novidade extraordinária para a maioria de vós, mas é o que funciona e o que vai permitir que, a longo prazo, consigamos perder peso e mantê-lo longe de voltar. É uma alteração nos hábitos alimentares que deve ser mantida para a vida.

1. Eliminar os alimentos processados da alimentação. Não sei se já se deram ao trabalho de ler os rótulos dos alimentos, mas se o fizerem vão provavelmente identificar alguns ingredientes nos alimentos embalados que não vos passam pela cabeça, bem como a quantidade presente de alguns outros ingredientes. Todos os corantes, conservantes e outros ingredientes que tais adicionados são desnecessários à nossa alimentação. Servem para tornar os alimentos mais apelativos, aumentar o prazo de validade e... viciar-nos. Assim, tentem comer alimentos frescos sempre que possível. Por exemplo, comprar um bifes embalados que "é só meter no forno" não demora muito menos tempo do que comprar uns bifes frescos e cozinhá-los no forno! Se quiserem comer bolachas façam em casa em vez de comprarem feitas! Poderão ter melhor noção da quantidade de cada ingrediente usado (ex: açúcar) e evitam outros ingredientes desnecessários. Quase todos os alimentos que compramos feitos podemos fazer em casa!

2. Beber água ao longo do dia. Já sei, já sei. Todos nós sabemos que temos que beber água. Mas bebemos mesmo? 1,5 litros é o mínimo diário recomendado e nem sempre conseguimos ingerir essa quantidade se não estivermos atentos. O ideal é terem uma garrafa convosco e irem bebendo ao longo do dia, para terem a certeza que consomem toda a água necessária. Ah, e a água que bebemos depois do exercício não conta, porque tinha sido perdida antes em grande quantidade!

3. Evitar o açúcar adicionado, o sal e a gordura em excesso. Tudo o que comemos contribui para o aumento de peso se o comermos em excesso. No entanto, os açúcares, o sal e a gordura são os que mais contribuem para variadas doenças. Não me refiro ao açúcar da fruta ou ao sal e à gordura naturalmente presentes nos alimentos, mas sim aos que são adicionados aos alimentos. Novamente, as comidas embaladas são ricas neles mas mesmo em casa podemos adicioná-los em demasia aos alimentos que preparamos! Convido-vos a verem esta reportagem caso ainda não o tenham feito.

4. Dormir o suficiente. O nosso corpo precisa das horas de sono para recuperar e manter o metabolismo regular. O ideal é dormir 8 horas por dia, de preferência entre as 22h e as 6h. Quem dorme menos tem menos capacidade de concentração, acumula mais gordura, tem menos energia, enfim! Eu sei que nem sempre conseguimos dormir as 8 horas indicadas, especialmente quem ainda estuda, mas temos de fazer um esforço por tentar dormir o mais possível!

5. Dividir o prato de forma inteligente. Não há melhor do que consultar um nutricionista para saber ao certo quais as quantidades ideais a consumir de cada alimento. No entanto, um bom guia é dividir o prato. 2/4 do prato devem ser para salada e/ou legumes, 1/4 do prato para proteína (carne, peixe, feijão, etc) e 1/4 do prato para hidratos (arroz, massa, batata, etc). Dentro destas categorias podemos distinguir as carnes (carne e peixe) magras e os produtos integrais, que habitualmente são mais saudáveis.

6. Não esquecer os verdes! Os legumes são super importantes para uma alimentação saudável e nem sempre consumimos os suficientes. Para além de serem consumidos cozidos ou ao vapor, podem também usá-los em smoothies e sumos verdes, que tornam mais fácil consumir a dose diária recomendada para quem não gosta muito de os comer! Podem ver aqui um guia de como fazer o smoothie/sumo verde ideal.

7. Fazer exercício com regularidade. O exercício físico é essencial para tonificar o corpo, queimar gordura, eliminar toxinas e manter o coração saudável. O ideal será praticar 4/5/6 vezes por semana dependendo do exercício em questão, combinando exercício cardiovascular com exercício de força. Se não tiverem dinheiro para frequentar o ginásio, existem vários planos para seguir em casa, como o Tone It Up, o Blogilates ou o programa da Kayla Itsines.

8. Registar o progresso. É importante ter várias formas de registar o nosso progresso: peso, medidas e fotografias. O peso não é uma medida muito fiável porque podemos ter perdido muita água e não gordura e estar mais leves, ou estar mais pesadas e ter perdido gordura e ganhado músculo, mas é bom para ter uma ideia. As medidas permitem-nos perceber onde perdemos ou ganhamos volume e as fotografias permitem-nos ver pequenas diferenças (comparando as fotografias entre si) que no dia-a-dia não nos apercebemos. Assim, o ideal será tomar registo destas 3 variáveis uma vez por semana.

9. Registar o que comemos. É importante manter um registo diário daquilo que comemos para poder ver claramente onde estamos a acertar e a errar, que alimentos funcionam connosco e quais não funcionam. Para isto basta ter um caderninho onde vamos escrevendo ao longo do dia o que comemos. No entanto, eu gosto de usar a aplicação My Fitness Pal porque me permite ter noção das calorias e macronutrientes de cada refeição/alimento. Não quero com isto incentivar a obcessão pela contagem das calorias nem nada do género, mas podem ter uma ideia mais clara de quais são as vossas necessidades diárias em comparação com aquilo que habitualmente consomem.

10. Procurar inspiração. É normal que esta jornada nem sempre seja fácil, especialmente para quem tem mais dificuldade em perder peso. Para dar uma ajuda, acho que é importante ter alguma inspiração. Procurar novas receitas saudáveis na internet, criar um álbum de imagens no Pinterest ou até fazer um quadro de inspiração!

 

Espero que estas dicas vos ajudem, se tiverem mais partilhem nos comentários por favor! Lembrem-se que o objectivo é sermos mais fortes e mais saudáveis! Força para a vossa jornada :)

Pequeno-almoço saudável para quem não tem tempo!

peqalm.jpg

  Ahhhhh não tenho tempo para preparar o pequeno-almoço, vou só beber/comer um iogurte. É familiar? Muitas pessoas são culpadas de não tomarem um pequeno-almoço em condições, que é essencial para o bom funcionamento do organismo e níveis de energia óptimos! E que tal se vos der uma receita que leva menos de 5 minutos a preparar à noite e de manhã é tão rápida como um iogurte? Aqui fica o que vão precisar:

Frasco de vidro com tampa

Flocos de aveia - aprox 40g

Iogurte grego natural

Cacau sem açúcar - opcional

Um pouco de leite magro

Fruta a gosto

  A aveia é um alimento óptimo, de que falei mais aqui, e nesta receita fica super deliciosa e saudável! O iogurte grego é fantástico porque tem mais proteína do que o iogurte normal e dá uma textura mais cremosa.. Eu usei leite de vaca magro, mas podem usar leite de soja, de aveia, de arroz, de côco, o que preferirem! O cacau é óptimo para dar um sabor mais doce, mas tenho tido o cuidado de usar um cacau 100% natural sem açúcar adicionado e sem glúten, que é mais saudável para o dia-a-dia (encontram no Continente e aqui). Obviamente o cacau é opcional! A fruta é a gosto, eu adoro frutos vermelhos devido aos seus poderes antioxidantes.

 Para preparar devem começar por adicionar a aveia no fundo do frasco, se tiverem muita fome de manhã podem usar mais, se tiverem pouca podem usar menos! Depois junta-se o iogurte grego por cima dos flocos de aveia e uma colher de chá do cacau em pó. Adiciona-se um pouco de leite para facilitar a mistura, fecha-se o frasco e agita-se até que todos os ingredientes estejam bem misturados. De seguida podem adicionar um pouco mais de leite, se quiserem que a textura fique mais líquida, e agitar novamente. Quando está bem misturado adiciona-se a fruta no cimo e fecha-se o frasco. Coloca-se o frasco no frigorífico durante a noite e de manhã é só pegar e comer, tal como um iogurte, mas muito mais nutritivo e saudável!

 É tão rápido e tão delicioso, aconselho muito a experimentarem!

Inspiração - Alimentação Saudável

clean.jpg

 Olá bonecas! Depois de ter feito o post com dicas de como começar a ter uma alimentação mais saudável, muitas de vocês pediram para ver alguns dos sites onde me inspiro para encontrar receitas saudáveis. Confesso que ainda é um trabalho em processamento, visto que vou encontrando alguns novos aqui e ali, mas hoje decidi partilhar convosco os meus favoritos. Para mim, o ideal numa alimentação saudável é evitar comida processada, evitar demasiados temperos/molhos e tentar evitar os produtos animais, especialmente a carne. Ainda assim, a maioria destes sites têm opções com carne, caso seja da vossa preferência. Como disse no post, tudo é um processo e deve ler levado com calma, dia após dia. Para mim o ideal não é comer pouco, é comer os alimentos certos!

Tone It Up (regular, pescatariano ou vegan)

Delicioysly Ella (plant-based e sem gluten)

Blogilates (regular ou vegan)

Pinterest (clean eating)

 Estou também a juntar alguns livros com receitas de alimentação saudável, se tiverem interesse depois posso fazer um vídeo sobre eles, quando tiver uma quantidade considerável :) Há alguns sites sobre alimentação saudável que gostem de seguir?

Benefícios do Yoga + Rotinas para principiantes

yoga.jpg

  Yoga tem sido uma modalidade muito falada nos últimos tempos e que acarreta desconfiança para uns, desinteresse para outros e muitos benefícios para mais alguns. Assim, hoje decidi fazer um post abordando os principais benefícios desta prática bem como algumas rotinas que os principiantes podem fazer em casa, espero que gostem! Yoga significa, basicamente, unir/integrar/comungar e a prática surgiu há milhares de anos na Índia. Os principais benefícios da prática de Yoga são:

- Alivia doenças respiratórias, dores nas costas;

- Auxilia na perda de peso e desordens do aparelho digestivo;

- Melhora o sistema cardiovascular, o funcionamento das glândulas endócrinas;

- Melhora a condição estética e definição corporal, trabalhando o corpo sem desenvolver hipertrofia;

- Melhora a concentração e a memória;

- Melhora a auto-estima e a força de vontade;

- Alivia o stress e proporciona paz interior.

 Começar pode não ser fácil e muitas vezes também é difícil encontrar estúdios na nossa zona de residência onde seja possível a prática desta modalidade, pelo que aconselho visitarem o canal Yoga With Adriene, que tem imensas sugestões de rotinas que podem praticar em casa, seja qual for o vosso nível. Para os principiantes deixo-vos aqui duas rotinas muito interessantes, uma de 40 minutos e outra de 20 minutos:

 Espero que tenham gostado deste post bonecas! Costumam praticar Yoga? Querem partilhar algumas dicas?

Alimentação saudável: como começar?

eatbetter.jpg

 Não tenho dúvidas que todos queremos ter uma alimentação mais saudável, mas nem sempre sabemos por onde começar. É fácil cair em erros e desistir ao fim de pouco tempo. Para evitar que isso aconteça, tento hoje partilhar convosco algumas dicas que vos podem ajudar na jornada por uma alimentação mais saudável!

1. Informa-te. É importante conhecer os alimentos e os seus benefícios. Escolher o que é certo para ti consoante o teu objectivo (engordar, emagrecer, manter o peso, etc), as tuas preferências (veganismo, vegetarianismo, "regular", etc), possíveis intolerâncias (lactose, gluten, etc) ou doenças (crohn, diabetes, etc). Existe muita informação em livros e sites reconhecidos, mas o ideal é sempre recorrer a um profissional ou especialista para um guia mais detalhado.

2. Planeia as refeições para a semana. Fazer um plano semanal, tendo em conta o que já tens disponível em casa e o que poderás comprar, ajuda a manteres-te fiel a uma alimentação saudável. Por exemplo, quando chegamos a casa ao fim do dia e nem sabemos o que fazer para o jantar, é mais fácil cometer um deslize. Se já souberes o que vais fazer para esse dia já terás tudo meio preparado e será mais fácil seguir o plano. Irá também ser uma ajuda na altura de fazer compras, pois saberás ao certo o que precisas.

3. Leva snacks contigo. Ao longo do dia precisamos de fazer alguns snacks para manter os níveis de energia equilibrados e é fácil comer imensos disparates no bar do trabalho. Leva contigo alguma fruta ou um iogurte, que possas comer a meio da manhã/tarde.

4. Sê realista e tem calma. Seja qual for a alteração que pretendes fazer na tua alimentação é importante ser realista e não querer fazer tudo de uma vez. Se nos proibirmos de comer tudo e mais alguma coisa, será muito mais difícil manter o plano. O ideal é cortar ou substituir um alimento de cada vez, de forma a que nos possamos adaptar e haja menos deslizes.

5. Inspira-te. Já vos aconteceu ao fim de alguns dias parecer que estamos sempre a comer o mesmo e que já nada é interessante? Que não vamos a lado nenhum? É bom procurar inspiração em blogs de alimentação saudável, fitness, páginas no Instagram ou Pinterest, etc, que nos inspirem, nos lembrem porque é que queremos ter uma alimentação saudável, bem como ideias para as refeições.

 

Espero que estas dicas vos ajudem! Têm alguma dica que queiram partilhar?

Sumos e batidos verdes para uma pele saudável

greenjuices.jpg

 Há muito que os sumos e batidos verdes são apreciados, visto serem verdadeiras bombas detox e terem inúmeros benefícios. Na sociedade actual é raro consumirmos diariamente a quantidade de legumes, frutas e vegetais essenciais para uma alimentação saudável, muita gente nem gosta ou não sabe como os preparar. Como já foi falado anteriormente aqui no blog, os sumos e batidos verdes são a melhor forma de consumir diariamente esses alimentos e são óptimos para uma pele saudável e pura, já que ajudam o organismo a eliminar as impurezas - daí o detox. Mas qual a diferença entre um batido (smoothie) e um sumo?

 

Batido (smoothie) - textura mais espessa, toda a polpa da fruta/legume é utilizada. Feito com uma liquidificadora. Nutricionalmente não é tão concentrado como um sumo, mas é mais completo e alimenta mais. A fibra presente faz com que seja mais lentamente processado no tracto digestivo, pelo que mantém a saciedade por mais tempo e promove uma absorção lenta dos açúcares, evitando picos de açúcar no sangue. Todas as frutas e legumes podem ser usadas para um batido/smoothie, sendo necessário adicionar água.

 

Sumo - textura líquida, não tem polpa nem fibra. Feito numa centrifugadora. É nutricionalmente denso e a forma mais rápida e directa de fornecer energia a nível celular. Os nutrientes são absorvidos rapidamente, pelo que fornece energia mais rapidamente, sendo óptimo para consumir pela manhã. É necessária uma maior quantidade de fruta e legumes para um sumo do que para um batido e não podem ser usadas frutas e legumes com pouca água (ex: banana). Visto ser tão leve, é uma boa opção para quando se tem pouca fome.

 

 Uma coisa importante de referir é que devemos mastigar tanto os sumos como os batidos. Parece estranho, visto que são líquidos, mas a verdade é que se os mastigarmos e saborearmos vamos ficar mais saciados e auxiliamos a digestão.

 Para a receita, deixo-vos abaixo uma ideia fantástica que encontrei no Pinterest (aqui):

pinterestgreenjuice.jpg

  Se quiserem fazer um batido em vez de um sumo, devem adicionar os ingredientes na liquidificadora, juntamente com água a cobrir pelo menos até meio, e ter a certeza de que retiraram caroços ou outras partes mais duras dos legumes e frutas. A minha receita favorita é 2 a 3 folhas de couve, uma mão de espinafres, 1 ou 2 maçãs e 1 limão, noto que esta combinação é muito boa para peles acneicas, visto que ajuda a purificar. É bom introduzi-lo diariamente na alimentação ou, pelo menos, dia sim dia não.

 E por aí, são fãs de sumos ou batidos verdes? Têm alguma receita favorita?

As papas de aveia perfeitas - benefícios e preparação

papasaveia.jpg

  Durante os meses frios o meu pequeno-almoço saudável favorito são papas de aveia. É quentinho, reconfortante e deixa-nos abastecidas para a manhã. A aveia tem muitos benefícios para a saúde, como os que partilho abaixo:

  • Auxilia no bom funcionamento intestinal, prevenindo tumores;
  • Ajuda na perda e manutenção do peso, já que promove a saciedade por mais tempo;
  • Diminui a absorção de gordura e açúcar pelo sangue, devido às fibras solúveis;
  • Ajuda a reforçar o sistema imunológico;
  • Ajuda a combater a depressão, visto que contém magnésio e vitaminas do complexo B;
  • Tem outras vitaminas e minerais importantes, como vitamina E, zinco, silício, selénio, boro, ferro, fósforo e cobre;
  • Previne o envelhecimento precoce, devido aos antioxidantes presentes;
  • É um dos grãos com maior valor proteico.

 Agora que já conhecem as vantagens da aveia, vou partilhar convosco a minha forma de preparação favorita! Numa panela ao lume coloco 100gr de flocos de aveia e 300ml de leite. Mexo levemente e deixo ao lume até começar a ferver. Quando começa a ferver ponho o lume no mínimo e vou mexendo durante 4/5 minutos, até que as papas fiquem cremosas. Nessa altura desligo o lume e adiciono mel a gosto, só para dar um toque mais doce às papas. Coloco numa taça e junto um pouco de fruta (normalmente morangos ou banana) e canela, que é óptima para o metabolismo. O pequeno-almoço perfeito para a época de aulas! Já experimentaram?

Como evitar a pele flácida após o emagrecimento ou gravidez?

pelefirme.jpg

  Sei que a pele flácida é uma grande preocupação das leitoras que pretendem emagrecer ou que estão grávidas. Temos de ser realistas e perceber que, para elevadas perdas de peso, é impossível evitar por completo a pele flácida. No entanto, para perdas mais moderadas e gravidez é perfeitamente possível evitá-la e é possível preveni-la em todos os casos! Aqui ficam as dicas:

1. Não percas peso demasiado rápido. Quanto mais rápida é a perda de peso, maior é a possibilidade de a pele ficar flácida, uma vez que a pele também precisa de tempo para recuperar.

2. Utiliza cremes reafirmantes. Estes produtos, devido às suas propriedades, podem ajudar a acelerar o processo de recuperação da pele. Procura fórmulas com vitaminas E e A, aloe vera, óleo de amêndoa, colagénio e extractos naturais de ervas.

3. Protege a pele do sol. A exposição solar desprotegida ou exagerada desidrata a pele em profundidade, abrandando o processo de recuperação. Utiliza sempre um factor de protecção elevado e evita as horas de maior calor.

4. Esfolia a pele com sal marinho. Uma a duas vezes por semana esfolia a pele no duche com um esfoliante à base de sal marinho, visto que remove as células mortas e aumenta o fluxo sanguíneo, promovendo a elasticidade da pele.

5. Experimenta envolvimentos num Spa. Um envolvimento à base de algas ou ervas feito em instituto pode ajudar estimular a produção de colagénio natural da pele. Confesso que já experimentei e adorei os resultados, mas são necessárias várias sessões para ver os resultados, tal como uma sessão de manutenção a cada 6/8 semanas.

6. Faz exercícios com pesos. A utilização de pesos pode não só ajudar no processo de perda de peso como na criação de músculo, que ajuda a evitar a pele flácida. Podem ser usados pesos no ginásio ou exercícios de peso corporal, como Pilates. Yoga também é uma boa opção, visto que aumenta a flexibilidade e a elasticidade.

7. Bebe muita água. É essencial que a pele esteja hidratada para que possa recuperar com rapidez. Assim, 8 copos de água diariamente são essenciais. Também é bom consumir frutas e vegetais, que têm alto teor de água.

8. Consome proteína magra. As proteínas magras são essenciais para criar músculo, mas são também importantes porque contêm colagénio e outros nutrientes essenciais à pele.

9. Evita sulfatos no gel de duche. Os sulfatos podem desidratar bastante a pele, prejudicando a elasticidade da mesma. O mesmo acontece no caso de se usar água muito quente ou com a água da piscina, que tem muito cloro.

10. Usa óleo de ricínio. O óleo de ricínio tem propriedades muito conhecidas no que toca a tratamentos de pele, crescimento de pestanas, etc. Assim, adicionar umas gotas deste óleo ao teu hidratante diário pode ajudar a pele a recuperar mais rapidamente.

 

Espero que estas 10 dicas vos ajudem a evitar a pele flácida, seja num processo de emagrecimento ou depois de serem mamãs!

Como não engordar no Natal? | Blogmas #16

natal.png

  O Natal é a altura do ano em que mais tentações nos são mostradas. Pessoalmente, abro um pouco de excepção nesta altura do ano, especialmente no dia da Consoada, visto que é mesmo só uma vez no ano. No entanto, é importante ter cuidado nesta quadra, de forma a não arruinar o trabalho do resto do ano. Aqui vos deixo algumas dicas:

  • Evita comer os doces de Natal antes do dia da Consoada. Os doces começam a aparecer muito antes do dia da festa, pelo que pode ser uma tentação antes de tempo à qual deves tentar resistir.
  • Nesta altura aumenta a duração ou a frequência do exercício, de forma a queimar algumas calorias extra.
  • Aumenta o consumo de chá verde, bebendo cerca de 1 litro ao longo do dia, visto que acelera o metabolismo e mantém o corpo hidratado.
  • Anota tudo o que comes. É fácil esquecermos o que já comemos ao longo do dia e está provado que muita gente chega a consumir 2000 calorias a mais só em doces e sobremesas, por isso se tiveres uma aplicação no telemóvel ou um bloco de notas onde possas apontar o que comes ao longo do dia terás mais facilidade em controlar os excessos.
  • Come todas as sobremesas que quiseres, mas em quantidade limitada. Pega num prato de sobremesa e enche o prato com os doces que quiseres. Podes comer um bocadinho de cada doce, mas não deves comer mais do que um prato de sobremesa no total de tudo o que comeres.
  • Foge das entradas. Muitas vezes antes das refeições há entradas como pão, manteiga, azeitonas, etc, que podem adicionar bastantes calorias. Guarda as calorias extra para a sobremesa!
  • Se fores tu a cozinhar as sobremesas corta no açúcar das receitas. A maioria das receitas têm mais açúcar do que o necessário, pelo que podes cortar 30 a 50% da quantidade de açúcar recomendada.
  • Não fiques sentada à mesa depois do fim da refeição. Ficar à mesa aumenta a tentação de comer os doces que sobraram o que, já se sabe, significa mais calorias!

 Estas são as minhas dicas para evitar que os ponteiros da balança subam. No entanto, se quiserem comer tudo o que vos apetecer sem pensar nos quilos a mais, embora não seja o mais saudável, não têm de se sentir mal com isso. Mas lembrem-se que depois do Natal vão ter trabalho redobrado para perder os quilitos a mais!

A Blogger

Cláudia, estudante de dia e blogger de noite! Bem-vinda(o) ao meu cantinho!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pinterest

YouTube

Instagram

@claudiagusmao

Facebook

Lojas Online

SweetCare® - Saúde, Beleza e Cosmética